Orçamento: realizada 2ª audiência pública

0
1294
Audiência voltou a contar com bom público

A Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara Municipal realizou na última terça-feira, dia 24, a segunda audiência pública para debater o orçamento da prefeitura para 2018. Mais uma vez, a reunião contou com a participação de representantes de muitas entidades assistenciais de Vargem Grande do Sul.

Entre os pedidos, o principal foi a solicitação da possibilidade do aumento de verbas na área da Saúde destinadas a contratação de serviços por parte das entidades. O objetivo é aumentar o valor destinado ao Hospital de Caridade. Em 2017, esse montante foi de R$ 1 milhão e posteriormente, a prefeitura destinou mais R$ 300 mil para a instituição.

A Associação Setembro, que mais uma vez compareceu com muitos de seus dirigentes à audiência pública, defendeu o aumento do subsídio, lembrando que atualmente o Hospital de Caridade já opera com um deficit mensal de cerca de R$ 80 mil. Luciano Carril, presidente da associação que atualmente visa atender o Hospital, solicitou que orçamento de 2018 preveja um aumento do repasse à entidade, para totalizar R$ 2 milhões.

A Apae também explicou aos presentes as dificuldades previstas para o próximo ano, com a diminuição de alunos, que por força de decisão de governo, terão que ser atendidos pela rede municipal. De acordo com Guilherme Ferri, presidente da entidade, ainda há a necessidade do governo estadual aumentar o repasse proporcional a cada aluno. Ele ainda pediu que os presentes aderissem a um abaixo assinado que será entregue ao governador Geraldo Alckmin solicitando esse aumento.

Ainda na primeira audiência, a diretora da Sociedade Humanitária, pediu que fosse verificada a possibilidade da instalação de um semáforo ou uma faixa de pedestres para garantir a segurança de locomoção dos idosos ao hospital.

Os vereadores agora irão propor as emendas ao orçamento, que posteriormente será colocado em discussão na Câmara.

Solidariedade

O empresário do agronegócio Carlos Alberto de Oliveira Filho, que é vice-presidente da Cooperbatata e vice-presidente da Associação Setembro, destacou a necessidade de todo o município auxiliar o Hospital de Caridade. Aos vereadores, disse que é necessário empenho para que as emendas sejam efetivamente colocadas em prática e que eles devem interceder junto ao Executivo para que seja reajustado o repasse ao hospital.

Lucas Ranzani, presidente da Cooperbatata e membro da diretoria da Associação Setembro, informou aos presentes as ações que já foram realizadas e os investimentos que já foram feitos na unidade de saúde. Ele também elogiou os presentes que atuam voluntariamente pelas entidades de Vargem e que assim, ajudam a governabilidade do município.

Foto: Reportagem

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui