Projeto da Via Crucis foi exibido em Congresso de Turismo

0
799
Grupo debate Caminho da Fé. Foto: Arquivo Pessoal

Aconteceu em São Paulo, no último dia 7, o Congresso Internacional de Turismo, Gastronomia e Hotelaria, com ênfase no turismo religioso. E vargem Grande do Sul esteve presente, junto dos organizadores do Caminho da Fé, que convidaram representantes das cidades que compõem esse caminho e que representam este projeto.
Representando a Diretora de Cultura, Márcia Ribeiro Iared, esteve no congresso o assessor Lucas Buzato. Entre as ações lá desenvolvidas propôs-se que fossem selecionadas algumas cidades que tivessem desenvolvido ações que pudessem qualificar o Caminho da Fé de sua região.
Camila Bassi, gestora do Caminho da Fé com sede em Águas da Prata, na ocasião citou para os dirigentes o fato de Vargem estar desenvolvendo o projeto Via Crucis, que foi acatado por todos. Um dos objetivos deste encontro no que diz respeito ao Caminho da Fé, foi selecionar algumas cidades para integrarem o documentário a ser realizado por uma produtora carioca e Vargem foi uma das escolhidas.
Também foi destacada a importância das cidades que compõem o Caminho da Fé estarem preparadas para o acolhimento adequado dos peregrinos, fator da maior importância no objetivo de ampliar o número e o fluxo desta iniciativa, que tem obtido sucesso desde sua criação por Almiro Grings.
O assessor Lucas também foi convidado para participar do tema Cidades Criativas, no qual a ênfase maior era discutir a importância da criatividade na qualificação turística das cidades, independentemente de suas atrações. O foco principal era partir de cidades que mesmo pequenas têm obtido sucesso com ideias criativas que acabam se incorporando e se destacando na identidade das cidades.
Na temática apresentada pelos professores Rodrigo Terra e Trigo da USP recebeu maior destaque a importância do preparo das pessoas dos mais diferentes setores na recepção dos turistas, objetivando o bom acolhimento e a possibilidade de retorno, este comportamento de valorização da cidade e o que ela tem de mais característico é o grande facilitador do retorno, especialmente do turista informal que vem a cidade até por motivos comerciais que de repente bem informado, leva consigo o interesse em voltar muitas vezes com a família para visitar lugares que chamaram sua atenção.

Caminho da Fé

“Foi com muita satisfação que o assessor Lucas Buzato, a diretora de cultura Márcia Iared e também a comissão instituída para a construção da Via Crucis recebeu a citação do nosso projeto no Caminho da Fé como referência de turismo criativo”, afirmou Márcia Iared.
Na ocasião a pedido da secretaria Camila, Lucas Buzato apresentou o projeto no qual o grande destaque aprovado, inclusive pelo professor dirigente da palestra, foi o exemplo de mobilização civil. Destacou-se ainda a importância do empenho de pessoas dos mais diferentes segmentos, ocupando-se cada um deles das mais diferentes complexidades que o projeto exige.
“Os aplausos recebidos no congresso nos motiva a fazermos o que estiver ao nosso alcance enquanto comissão para que ainda este ano possamos inaugurar nossa Via Crucis e colocá-la a disposição não só dos peregrinos mas de todas as pessoas de fé que por ali passarem”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui