Campeonato foi um sucesso

0
734
Atletas do Descubra celebram com o troféu. Fotos: liga do desporto amador vargengrandense

Para Juninho Charelli, presidente da, Campeonato Municipal de Futebol, o evento foi um sucesso de público e de competitividade. Em sua avaliação, a edição deste ano da Taça superou as expectativas. “Estamos evoluindo a cada ano. Esta edição, trouxemos arbitragem federada. Houve algumas críticas pontuais pelas equipes, mas foi um grande avanço”, avaliou. “Importante frisar a parceria com a prefeitura e o Departamento Municipal de Esportes na realização do campeonato, sem mencionar os patrocinadores e apoiadores que foram fundamentais”, disse.
“A Liga, a prefeitura e o Departamento de Esportes não mediram esforços para trazer as famílias para prestigiarem o torneio. Isso dá muita credibilidade ao campeonato”, avaliou. Juninho também destacou o empenho dos times e na qualidade das partidas disputadas. “Teve um nível muito bom. Apareceram muitos jogadores de talento e os dirigentes seguiram as regras”, avaliou.
A Liga do Desporto Amador Vargengrandense já prepara seu próximo grande torneio, a Taça dos Campeões Regionais, que no mês de janeiro de 2018, reunirá times de Vargem e região campeões e finalistas dos principais torneios municipais. De Vargem, já estão classificados Descubra FC, Milionários FC, Juá Z, Três Vilas, Agrovila e TCM.

Treinador do Descubra destaca trabalho em conjunto

Fábio Fontão, treinador do Descubra FC, falou à Gazeta sobre a conquista da equipe e sobre o trabalho desenvolvido durante todo este ano. Fontão recordou que em 2016, esse grupo disputou o Jogos Regionais e em seguida, participou dos Jogos da Juventude no Estado. A equipe quase obteve a classificação, que não veio por conta de um erro em uma partida decisiva. “Perdemos, mas ficou a lição”, contou.
Em 2017, o time disputou mais uma vez os Jogos da juventude. Na fase regional, Fábio avaliou que a classificação até que foi tranquila, pois a vitória com o menor placar foi de 3 a 0. Até contra o XV de Piracicaba, que apesar de não ter apresentado seu time ideal, tem muita tradição, o Descubra venceu por 3 a 0. Avançando para as finais estaduais, em Presidente Prudente, o time de Vargem jogou sem dois titulares e em gramados em condições péssimas, que segundo Fábio, dificultaram em muito o jogo.
Nos Jogos regionais, Vargem foi para as semifinais contra equipes que disputam o estadual, treinam duas vezes ao dia, fazem períodos de descanso, suplementação alimentar, alimentação adequada, etc. O time de Vargem foi para a disputa do terceiro lugar e acabou perdendo nos pênaltis, por 13 a 12, para a equipe de Atibaia.
De acordo com Fábio, o time Primavera, que foi o campeão do torneio, comentou que a disputa contra o Descubra na fase de grupos foi bastante difícil, elogiando a postura e o toque de bola do time vargengrandense. Além da prática constante de treinamentos, Fontão observou que esses times possuem mais experiência que o Descubra em jogos decisivos, disputas em que é preciso sempre dar o máximo e estádios lotados.
O treinador observou que Vargem ficou em quarto lugar num torneio envolvendo 29 equipes. Ressaltou ainda que na última edição dos Regionais, não houve a separação entre primeira e segunda divisão, o que destaca ainda mais o resultado do time.
Após os Regionais, os jogadores começaram a ser procurados por outros times da cidade, visando demais competições. Nesse momento, Fábio comentou aos jogadores que seria interessante o grupo permanecer unido e disputar o campeonato como um time. Quando os atletas decidiram seguir esse conselho, Fábio comentou que se sentiu na obrigação de treinar a equipe. Ele comentou que sempre pontuou pela disciplina e pelo empenho tático. “Prefiro perder jogando e dar parabéns ao adversário do que o vale-tudo para ganhar”, afirmou.
Ele ressaltou que acompanha esses jogadores desde as categorias iniciais, destacando o talento de todos . “Eles perderam muitos jogos porque eu sempre tive como objetivo que eles aprendessem a jogar futebol bem”, disse. Para ele, seria mais fácil buscar sempre a vitória apostando naquele jogador maior, mais forte, mas isso não seria ensinar o esporte.
Sobre a Taça conquistada no último domingo, Fontão elogiou a qualidade do Milionários, adversário da final. “É um time muito bom, que sempre chega nas finais, que joga na região e vai muito bem”, avaliou. Para Fontão, no começo da partida, a falta de experiência custou alguns lances ao Descubra, que errou mais. No entanto, ponderou que a juventude da equipe, com boa parte do elenco entre 17 e 18 anos, também ajudou no aspecto físico. “Os meninos jogaram um futebol que não se costuma jogar aqui, de mais troca de passes, troca de posições”, disse.
Ele também se disse feliz por chegar à final do torneio que neste ano, homenageou Zé Carlão. “Eu particularmente gostava muito dele. Era uma pessoa muto bacana”, recordou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui