Vargem registrou 18 novos casos de HIV em 2017

0
2207
Campanha Fique Sabendo. Foto: Reportagem

Na sexta-feira, dia 1º de dezembro foi celebrado o Dia Mundial de Luta Contra a Aids. Apesar de muito já ter se evoluído no tratamento da doença e na redução da carga viral das pessoas que contraíram o HIV, ainda é necessário aumentar a conscientização sobre os riscos da doença e de sua transmissão. Essa necessidade pode ser sentida pelo aumento de novos casos na cidade. Se em 2016, foram registrados 9 novos casos no município, em 2017 houve 18 novos casos, conforme informou o Departamento Municipal de Saúde.
À Gazeta, o Departamento de Saúde informou ainda que a faixa etária onde houve o maior número de novos casos é a entre 20 e 49 anos. Segundo a Saúde, o principal motivo ainda é o sexo sem proteção.
Desses 18 novos casos na cidade, 6 foram diagnosticados em mulheres e 12 em homens. Atualmente, são atendidos 80 pacientes com a doença em Vargem Grande do Sul.
Para aumentar a conscientização das pessoas, visando diminuir o número de novos casos, a prefeitura informou que investe em informação e também na realização de testes. Em todas as unidades de saúde são oferecidos teste rápido, preservativos, folders explicativos, orientação nas casas de eventos e empresas.
Além disso, nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro foram realizadas na praça Capitão joão Pinto Fontão, a campanha Fique Sabendo, com testes rápidos para verificação de HIV e Sífilis.

O que é o HIV/Aids?

A Aids é uma doença infecciosa, transmitida por um vírus chamado HIV. Para ter a doença é preciso estar contaminado com o vírus HIV. A cada 15 minutos uma pessoa se infecta com o vírus no Brasil e sete pessoas morrem por dia em São Paulo.
De acordo com o médico infectologista, Ralcyon Teixeira, do Instituto Emílio Ribas, o vírus está presente principalmente no sangue e em algumas secreções do corpo, como o esperma, a secreção vaginal, o líquido que banha o bebê durante gestação e o líquido que banha o cérebro. “Se a pessoa tiver contato com uma dessas secreções ou com o sangue contaminado e perfurando, porque na pele integra não passa HIV, ela pode se contaminar. Por outro lado não há vírus na saliva, na urina, nas fezes e na lágrima,” explicou.

Transmissão

Assim pega: sexo vaginal sem camisinha, sexo anal sem camisinha, sexo oral sem camisinha, uso de seringa por mais de uma pessoa, transfusão de sangue contaminado, da mãe infectada para seu filho durante a gravidez, no parto e na amamentação, instrumentos que furam ou cortam não esterilizados.
Não pega pelo sexo desde que se use corretamente a camisinha, masturbação a dois, beijo no rosto ou na boca, suor e lágrima, picada de inseto, aperto de mão ou abraço, sabonete/toalha/lençóis, talheres/copos, assento de ônibus, piscina, banheiro, doação de sangue e pelo ar.

Fique Sabendo

O Departamento de Saúde da Prefeitura de Vargem Grande do Sul realizou a Campanha Fique Sabendo no dia 30 de novembro, na Praça Capitão João Pinto Fontão. No dia 1º de dezembro, éfoi celebrado o Dia Mundial de Luta contra a Aids. Segundo a prefeitura, a ação teve como objetivo incentivar a realização de testes para detectar HIV e Sífilis, e buscar o diagnóstico precoce das infecções além de dar orientações e informações sobre as doenças.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui