Empresa do Distrito Industrial terá novo proprietário

0
944
Em última sessão ordinária do ano, vereadores aprovaram as leis sobre os terrenos no Distrito industrial. Foto: Reportagem

Foi aprovado pela Câmara Municipal na sessão de segunda-feira, dia 4, as leis que permitem que a empresa Newflex, uma das primeiras a construir um barracão no Distrito Industrial José Aparecido da Fonseca Tota, possa ser repassada à Martins & Malagutti Ltda, empresa do ramo de comercialização e distribuição de alimentos.
A empresa Newflex de Rui Barbosa de Carvalho e Filho Ltda, voltada para a produção de cadeiras ergonômicas foi uma das primeiras a se estabelecer no novo distrito de Vargem Grande do Sul e construiu um grande barracão visando atender a demanda. Com a crise que o país mergulhou, os planos de expansão tiveram de ser repensados e a empresa não conseguiu gerar os empregos necessários à sua proposta quando foi contemplada com quatro lotes no distrito industrial.
Paralisada desde então, com investimentos de mais de R$ 1 milhão na construção do galpão industrial, a administração do prefeito Amarildo Duzi Moraes (PSDB) enviou uma lei que foi aprovada pelos vereadores, permitindo que outra empresa, desde que aprovada pela Comissão de Desenvolvimento Industrial (CDI), pudesse ressarcir a Newflex dos investimentos e dar prosseguimento à geração de empregos no Distrito Industrial.
Após toda a tramitação legal, a empresa Malagutti & Martins Ltda, proprietária da rede de supermercados Ideal, se interessou pelo negócio e uma vez aprovada pela CDI, vai após aprovação da Câmara Municipal, poder instalar no barracão um Centro de Distribuição e Comércio Atacadista de Mercadorias em Geral, gerando cerca de 10 empregos diretos no início e mais outros indiretos.
Segundo o diretor de Desenvolvimento Econômico e do Trabalho, Tadeu Ligabue, o prefeito Amarildo procurou através da lei, fazer com que o distrito industrial cumprisse com seu papel, gerando emprego e renda, uma vez que outras empresas também devido à crise estão paralisadas e poderão negociar os investimentos feitos. “Estamos usando o bom senso e a conciliação em nome do interesse maior do município, evitando brigas jurídicas que só atrapalhariam o desenvolvimento do parque industrial”, afirmou o diretor.
Além da nova lei que vai dar uma dinâmica maior no aproveitamento das indústrias instaladas no distrito industrial, a CDI também notificou outras empresas que receberam os lotes e não cumpriram com a lei e deverão ter seus terrenos devolvidos ao município. É o caso da Agroquímica Brasinha Ltda-ME, que recebeu cinco lotes na gestão anterior, começou a construir um galpão pré-moldado e era para entrar em funcionamento em fevereiro de 2015, não o fez e agora após a notificação, deverá ocorrer o processo de devolução dos lotes ao município.
A empresa do Paraná que iria construir uma fábrica de ração no local, com a crise, não pode prosseguir com os investimentos e o galpão, cuja construção havia sido iniciada, foi desmontado pela empresa que vai entregar os lotes para que outra se instale no lugar. O diretor informou que além da Newflex, a Naliati & Prudente Laticínios, que recebeu dois lotes, também está devolvendo os mesmos para que outra empresa possa se instalar no local e gerar mais empregos. Tadeu Ligabue disse que mais três empresas estão sendo analisadas para se instalarem no Distrito Industrial José Aparecido da Fonseca Tota, o que poderia gerar mais de 40 empregos diretos.

Debate

Durante as discussões dos projetos de lei, que foram acompanhadas pelos sócios da Martins & Malagutti Ltda, os vereadores elogiaram o Executivo pela condução dos processos de doação e repasse de lotes no distrito e também elogiaram a iniciativa dos novos empreendedores a se instalar no local.
Paulinho da Prefeitura (PSDB) parabenizou Amarildo e Tadeu pela transparência nas ações relacionadas ao distrito e pediu para que a prefeitura continue a rever casos de empresas que não conseguiram cumprir as metas para a concessão das áreas, para que elas sejam devolvidas e repassadas a novos empreendedores visando o desenvolvimento da cidade e geração de emprego. O vereador ainda elogiou os proprietários da Martins & Malagutti pela nova inciativa.
Serginho da Farmácia afirmou estar triste pela Newflex que não conseguiu colocar em prática seus planos, lembrando da felicidade de seus proprietários ao conseguirem os lotes no distrito. No entanto, parabenizou os empresários da Martins & Malagutti, afirmando que eles irão representar bem o município.
Canarinho (PSDB) também enalteceu os empresários lembrando que eles sempre apostaram no potencial de Vargem. Ele também destacou o importante papel do diretor Tadeu junto à CDI. Por sua vez, Alex Mineli (PRB) lembrou da presença marcante da empresa Martins & Malagutti no cenário regional e que vai muito colaborar com Vargem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui