Álbum e figurinhas da Copa viram febre na cidade

0
1025
Colecionadores ocupam a Revistinha. Foto: Reportagem

Faltando dois meses para o início da Copa do Mundo 2018, os álbuns e figurinhas do maior evento de futebol do planeta estão movimentando a cidade. A busca em completar o álbum não tem idade e com a disponibilidade da tecnologia atual, grupos de aplicativos para a troca de figurinhas estão facilitando a vida dos colecionadores.
A Copa 2018, que será realizada na Rússia, será aberta no dia 14 de junho e a final será disputada no dia 15 de julho. Pode parecer distante, mas já tem muita gente na cidade com álbum completo.
O proprietário da livraria Revistinha, Gabriel Faria, contou em entrevista à Gazeta de Vargem Grande que as vendas das figurinhas começaram no dia 16 de março, três dias antes da venda dos álbuns, que foram dados como brindes junto do jornal O Estado de São Paulo. Gabriel falou que no domingo, dia 19, mesmo sem divulgação da venda dos álbuns, em cerca de 10 minutos foram vendidos aproximadamente 50 jornais.
O empresário falou que os álbuns de capa dura já estão esgotados em quase todo o país, mas a procura por ele ainda é muito grande. Ele falou também que os colecionadores têm perfis variados, pois aos sábados e domingos a loja fica cheia de adultos e crianças. Gabriel lembrou que no primeiro dia de vendas das figurinhas os principais compradores eram adultos.
O dono da livraria comentou que os horários em que mais se vende as figurinhas são na entrada e saída das aulas e que muitas crianças deixavam até de gastar dinheiro com guloseimas na escola para comprar os pacotinhos. No momento em que a reportagem estava na livraria, havia dois meninos no local. Questionados por Gabriel, os meninos riram e confirmaram que deixavam de comprar na cantina da escola para adquirir as figurinhas.
Gabriel contou que já foram vendidos mais de 500 álbuns e aposta que a procura só irá diminuir depois da Copa, no fim de julho. No entanto, brincou que seria bom se continuasse até o ano que vem.
Durante toda a entrevista, que durou cerca de 20 minutos, Gabriel teve que diversas vezes atender clientes na livraria, todos em busca de figurinhas e álbuns. Uma das vendas foi realizada para uma mãe e seu filho. Ela contou que o menino ganhava uma determinada quantia de dinheiro caso conseguisse terminar todos seus deveres de casa, incluindo tabuadas diárias. O acordo era de que ele compraria o que quisesse com o dinheiro dele e em troca, teria de ler livros. Portanto, ele comprou dois álbuns, um da copa e outro do anime Dragon Ball, na troca, sua mãe comprou dois livros à escolha do garoto para que ele lesse, já que ele tinha comprado dois álbuns.
A maior venda presenciada pela reportagem da Gazeta foi para um homem de cerca de 30 anos, que comprou um pacote fechado de figurinhas, com 40 envelopes, totalizando 200 cromos. Além disso, ele pegou mais algumas avulsas.

Colecionador

Em Vargem existe um colecionador assíduo de álbuns de todos os tipos, principalmente de Copas do Mundo. Laércio Pereira de Mello nasceu em 1945 e começou suas coleções com os gibis. Ele contou que morava em São Sebastião da Grama quando criança e costumava ir na porta do antigo cinema para trocar gibis com seus amigos e a partir daí ele começou a colecionar gibis, álbuns, moedas e filmes.
Laércio tem uma coleção de mais de 25 álbuns da Copa, pois ele coleciona mais de um por mundial. Só da Copa que foi sediada no Brasil em 2014, Laércio tem quatro álbuns completos, dois de capa dura e dois de capa normal. Da Copa deste ano, ele já completou dois álbuns de capa dura. Os outros são réplicas dos álbuns da Copa de 1950 e 1958, álbum original da Copa de 1962, com três álbuns, 1982, 1990, com três álbuns, 1994, 1998 e 2002 com dois álbuns, 2006 e 2010 com três e uma edição especial feita pela Disney da copa de 2014.
O colecionador conseguiu também um álbum de edição especial da Copa do Mundo de 1970 da Revista Manchete, ano em que o Brasil conquistou o título de Tricampeão da Mundial. O álbum reúne várias fotos dos jogos em que o time brasileiro disputou nas partidas que foram sediadas no México.
Laércio falou que sempre amou o futebol e que seu time do coração é o São Paulo desde 1957, mas sua outra paixão são as suas coleções. Ele coleciona álbuns de filmes antigos, história, enciclopédias, futebol. Entre as variedades de sua coleção há vários álbuns do São Paulo e até um álbum do filme Alice no País das Maravilhas da década de 1950.
Além da sua paixão pelos impressos, Laércio tem uma coleção com mais de 10 mil filmes. Ele disse que a maioria ele não assistiu, mas que gosta de tê-los. O colecionador mostrou um armário que abriga mais de mil filmes selados. Laércio ainda mostrou suas moedas, ele coleciona dinheiro antigo do Brasil e de outros países, como Alemanha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui