Donos de lotéricas são vítimas de sequestro relâmpago em São José

0
694
Donos de lotéricas são vítimas de sequestro relâmpago em São José. Foto: Ricardo Canaveze/ACidade ON

Um casal foi rendido quando chegava em São José do Rio Pardo e ficou cerca de 10 horas em poder de um trio de ladrões. Segundo a matéria do G1, as vítimas de 55 e 63 anos, são proprietárias de três casas lotéricas em São José do Rio Pardo e Mococa e ficaram cerca de dez horas em poder dos ladrões durante um sequestro relâmpago entre a noite da última segunda-feira, dia 9, e a madrugada de terça-feira, dia 10.

A suspeita da Polícia Civil é de que os criminosos conheciam a rotina do casal e que o crime tenha sido premeditado. Ainda de acordo com a matéria, os empresários foram libertados em Ribeirão Preto após pagarem R$ 35 mil aos homens, que fugiram. O casal prestou depoimento na Delegacia de Investigações Gerais (DIG).

O sequestro teve início na segunda-feira, dia 9, em São José do Rio Pardo por volta das 20h, no momento em que as vítimas chegavam de uma viagem. O casal foi rendido no portal de sua residência por dois homens e um jovem que aparentava ser menor de 18 anos.

Uma das vítimas foi colocada no carro utilizado pelos criminosos e a outra no carro da família. Eles foram levados até Ribeirão, mas o marido foi obrigado a voltar até São José para pegar o dinheiro do resgaste e a mulher ficou em poder dos ladrões.

A reportagem da EPTV também obteve informações de que o marido contou à polícia que colocou o dinheiro dentro de um saco plástico, o qual foi deixado em uma rua próxima do Parque das Artes, que fica no bairro Nova Aliança na zona sul de Ribeirão. Minutos depois a mulher foi deixada na rua Maria Aparecida do Amaral no bairro Portal do Alto, e ela conseguiu acionar a Polícia Militar.

Durante a ação dos criminosos nenhum dos empresários foi ferido e eles prestaram depoimento na DIG que irá investigar o caso.

Donos de lotéricas são vítimas de sequestro relâmpago em São José. Foto: Ricardo Canaveze/ACidade ON

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui