Luís Carlos Prates só perdeu uma Romaria

0
1120
Luís Carlos Prates só perdeu uma Romaria. Foto: Gazeta

Presidente da Comissão Organizadora, Luís Carlos Prates participa da romaria dos Cavaleiros de Sant’Ana desde a sua primeira edição. Aliás, desde quando ainda não havia oficialmente a romaria, em 1974, ano do centenário da cidade. Desde então, perdeu apenas uma edição. Em muitas delas, presidiu a Comissão Organizadora, como neste ano.

“Em 1974, era menino ainda, devia ter uns 14 anos. Participei montando uma égua que peguei emprestada do Zecada”, comentou.  A Gazeta perguntou qual foi sua romaria mais especial, mas ele não se recordou de uma específica. Para Prates, cada uma tem o seu encanto. “Todas elas são especiais, porque é mais uma que eu consegui participar. Espero que a de domingo seja a melhor delas. E penso que a próxima sempre vai ser melhor”, disse.

Nesses mais de 40 anos, Prates acredita que a importância da Romaria se dá pela religiosidade, pela devoção à Padroeira Senhora Sant’Ana. Ele também enxerga algumas diferenças das primeiras edições para as atuais. Segundo ele, a Romaria hoje tem mais “domingueiros”. Para Prates, os domingueiros são as pessoas que não são acostumadas com o dia a dia da montaria, da lida com o cavalo, mas que alugam ou pegam um animal emprestado para um passeio ou somente para a Romaria. “Antes era só cavaleiro. Hoje você tem que procurar quem faz o guarda-fila. Encontra só três ou quatro. Antes tinha muita gente. Se acontecesse alguma coisa com o cavalo, sempre tinha alguém preparado para ajudar. Agora já é mais difícil”, comentou.

Outra dificuldade da organização é a falta de recursos, disse. Prates lembrou que a prefeitura não ajuda com recursos financeiros, auxiliando com a infraestrutura. Por isso, é necessário se desdobrar e buscar colaborações, fazer eventos, para arrecadar recursos. Em ano de crise financeira, a situação fica ainda mais complicada.

Este ano, o presidente da comissão pede aos romeiros que respeitem a religiosidade da festa, que não participem sem camisa ou tomando bebida alcoólica. Ele mesmo, como voluntário do evento, vai mais trabalhar do que aproveitar a Romaria. Os filhos, que também desfilavam com ele, este ano não participarão. Mas Prates já faz planos e já quer contar com a companhia das duas netas e futuras romeiras.

Luís Carlos Prates só perdeu uma Romaria. Foto: Gazeta

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui