Vargem cai de posição no Índice Firjan

0
689
Vargem cai de posição no Índice Firjan
Vargem cai de posição no Índice Firjan

Uma das principais ferramentas de avaliação de desenvolvimento das cidades brasileiras, o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM) foi divulgado no início deste mês. O indicativo é um estudo elaborado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan).

O IFDM avaliou Vargem Grande do Sul e mais 5.470 cidades de todo país em quesitos como Educação, Saúde e Emprego e Renda. Vargem ocupou a 927º posição no ranking nacional e a 319º posição no ranking estadual com o IFDM consolidado em 0.7629.

O índice foi criado em 2008 e usa exclusivamente estatísticas públicas oficiais disponibilizadas pelos ministérios do Trabalho, Educação e Saúde. O índice também utiliza os anos anteriores como referência para a análise de desenvolvimento da cidade, portanto, os anos de referência utilizados para o índice de 2018 são 2014, 2015 e 2016.  O índice varia de 0 a 1 ponto para classificar o nível de cada cidade em quatro categorias: baixo, de 0 a 0,4; regular, de 0,4 a 0,6; moderado, de 0,6 a 0,8; e alto, de 0,8 a 1 desenvolvimento. Portanto, quanto mais a pontuação está próxima de 1, maior o desenvolvimento da localidade.

Vargem

Utilizando como referência o ano de 2016, Vargem foi considerada de alto desenvolvimento em Educação, com 0.9024 pontos, e Saúde, com 0.8174 pontos, mas a pontuação cai em Emprego e Renda, onde a cidade obteve 0.5688 pontos, atingindo a média de Desenvolvimento Regular.

Em 2015, Vargem ficou na posição 1015º no ranking nacional e 343º no ranking estadual com o IFDM consolidado em 0.7429, somando Educação, que pontuou 0.9113, Saúde com 0.8153 pontos e Emprego e Renda com 0.5022 pontos. Já em 2014 a cidade ficou na posição 761º no ranking nacional e 272º no ranking estadual, com o IFDM consolidado em 0.7828, pontuando 0.8960 em Educação, 0.8072 em Saúde e 0.6451 em Emprego e Renda.

A Gazeta de Vargem Grande tentou verificar com a prefeitura quais ações o município tem desenvolvido para melhorar o índice, mas até a conclusão desta reportagem, não obteve resposta.

Região

Com base no ano de 2016, São Sebastião da Grama ficou na posição 420º no ranking nacional e 176º no estadual, com IFDM consolidado em 0.8013; São José do Rio Pardo ficou na posição 179º do ranking nacional e 94º do ranking estadual, com IFDM consolidado em 0.8300; São João da Boa Vista se posicionou em 99º do ranking nacional e 58º do estadual, com IFDM consolidado em 0.8461; Itobi ficou na posição 2666º do ranking nacional e 590º do ranking estadual, com IFDM consolidado em 0.672; Espírito Santo do Pinhal se posicionou em 342º no ranking nacional e 154º no estadual, com o IFDM consolidado em 0.8099; Divinolândia ficou na posição 1325º do ranking nacional e 410º do ranking estadual, com IFDM consolidado em 0.7399; Casa Branca se posicionou em 498º no ranking nacional e 200º no estadual, com IFDM consolidado em 0.7942; Aguaí ficou na posição 1411º no ranking nacional e 427º no estadual, com o IFDM consolidado em 0.7347.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui