Casa da Amizade doa medicamentos para o Gavi

0
574
Casa da Amizade doa medicamentos para o Gavi
Casa da Amizade doa
medicamentos para o Gavi

Na terça-feira, dia 9, a Casa da Amizade de Vargem Grande do Sul doou R$ 1.000 em remédios para o Grupo de Apoio à Vida (Gavi). A doação foi arrecadada durante Chá da Casa da Amizade, realizado pelas senhoras do Rotary no dia 20 de julho, na Sociedade Beneficente Brasileira (SBB).

O evento beneficente teve como objetivo arrecadar fundos para instituições de caridade, e inicialmente angariava recursos para o Hospital de Caridade de Vargem Grande do Sul. “Para realizar o Chá, nós pedimos brindes e doações e muitas pessoas colaboram. Então costumamos falar que pegamos do povo, mas aquilo que é arrecadado também volta para o povo”, contou Ângela Rosseto, integrante da Casa da Amizade. “Fazíamos o chá beneficente para o hospital, e percebemos que havia outras entidades que também precisavam. Então, realizamos esse chá da tarde que ajuda as entidades assistenciais de Vargem, e dessa vez doamos para o Gavi”, comentou.

O Gavi é uma entidade vargengrandense que atende pessoas que estão em tratamento contra o câncer, principalmente as mais carentes. “O Gavi é uma entidade que precisa de todo nosso apoio, eu já passei por essa doença e sei o quanto é difícil. Então precisamos estar sempre ajudando”, disse a integrante da Casa da Amizade.

Segundo Helena, presidente do Gavi, inicialmente, a doação seria de R$ 1.000 em leite. No entanto, a proposta foi alterada para remédios, devido às necessidades do Grupo. “A Casa da Amizade nos procurou e falou da doação, nos perguntou do que mais estávamos precisando, e como há pouco ganhamos leite de algumas escolas, optamos por remédios e pedimos que já deixassem o dinheiro na farmácia. Assim, podemos descontar e já temos uma garantia”, explicou.

Atualmente, o Gavi atende cerca de 40 pacientes, fazendo uma média de três triagens por semana e a ajuda da população é sempre bem vinda. “Estamos de portas abertas para quem se sinta tocado a nos ajudar. Não gostamos de pedir dinheiro, acreditamos que a doação feita pelo coração é sempre melhor, então quem se sentir tocado pode procurar uma das voluntárias da entidade, ou até mesmo nos visitar”, informou a presidente da entidade. O Gavi fica à rua Major Corrêa, nº 122.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui