Usuário critica falta de limpeza no PPA

0
535
Sujeira coberta com papel na noite de 1º de novembro. Foto: Internauta
Sujeira coberta com papel na noite de 1º de novembro. Foto: Internauta

Uma internauta na noite de quinta-feira, dia 1º, postou no grupo de discussão Fala Vargem do Facebook um relato sobre a falta de limpeza no Posto de Pronto Atendimento (PPA) de Vargem Grande do Sul. O caso repercutiu na sessão de Câmara do dia 9 e os vereadores cobraram providências.

Segundo o relatado pela jovem, um paciente vomitou na área de espera e não havia funcionários do setor de limpeza para cuidar do ocorrido. A internauta relatou que os servidores do PPA foram questionados pelos presentes e alegaram não poderem limpar o local, podendo apenas cobrir a sujeira.

A postagem causou revolta em outros internautas que relataram fatos semelhantes a esse, além de cobrarem o aumento de médicos para o período noturno, já que na ocasião havia apenas um atendendo a população.

Questionada pela Gazeta, a Prefeitura informou que o Departamento de Saúde tomou conhecimento do caso publicado e justificou que desde que foi criado, o PPA nunca teve funcionários da limpeza no período noturno, devido o atendimento reduzido a partir das 22h. “Há dois servidores responsáveis pela limpeza, incluindo as áreas de recepção e setores de uso constante, que são lavados diariamente. O PPA é uma unidade de urgência e emergência e pode ocorrer de uma pessoa passar mal e vomitar. Quando isso ocorre, emergencialmente é colocado toalhas de papel para que ninguém se acidente e em seguida o local é limpo”, explicou a prefeitura.

Sobre o plantão de médicos, o Executivo informou que das 7h às 23h há dois plantonistas, mesmo com a mudança de turno. “A partir das 23h até as 7h fica apenas um médico de plantão, pois o número de pessoas nesse horário é reduzido, sendo cerca de 10 pessoas”, informou. “Manter dois médicos profissionais para atender em média 10 pessoas, seria um mal uso de dinheiro público. Desta forma, o recurso é usado para aplicar melhorias na Saúde, como contratar mais médicos e realizar mais exames”, finalizou.

O fato também foi discutido na sessão da Câmara Municipal da última segunda-feira, dia 5, quando o vereador Felipe Augusto Gadiani (MDB) cobrou uma solução urgente para a limpeza e aumento de médicos no atendimento noturno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui