Vargem registrou 11 picadas de escorpiões em 2018

0
1593
Escorpião encontrado em uma casa no Jardim Morumbi. Foto: Reportagem
Escorpião encontrado em uma casa no Jardim Morumbi. Foto: Reportagem

A proliferação de escorpiões pela cidade tem assustado os moradores de Vargem Grande do Sul. Muitos leitores procuraram a Gazeta de Vargem Grande para comunicar a invasão desses animais peçonhentos em bairros como Jardim Morumbi, Jardim São Luís, Jardim Itália e outros e cobrar do poder público mais fiscalização e manutenção em terrenos baldios, onde estes bichos proliferam.

A prefeitura informou que até o dia 4 de dezembro, a Vigilância Sanitária registrou 11 acidentes por picada de escorpião na cidade. Estes dados são repassados pelo PPA e Hospital de forma oficial à Vigilância.

No entanto, a Vigilância em Saúde, responsável pelo controle de vetores, atendeu até a data da última terça-feira, dia 4, o total de 46 notificações entre aparecimento e acidente com escorpiões. Segundo a prefeitura, existe um trabalho de mapeamento e orientação aos moradores desenvolvido pelo setor de controle de vetores, que inclui a visita ao local, orientação ao morador, educação quanto ao controle, e identificação de possíveis locais onde o escorpião possa se alojar e alimentar. Estes procedimentos fazem parte do Manual de Controle de Escorpiões do Ministério da Saúde.

Prevenção

Segundo o Executivo, foi criado e confeccionado um folheto pelo controle de vetores do município para distribuir à população explicando sobre os cuidados com os escorpiões.

Sobre a manutenção e limpeza de terrenos, a prefeitura informou que o Departamento de Fiscalização notifica os proprietários das áreas em mau estado de conservação para realizarem a limpeza. No entanto, os moradores que encontrarem escorpiões em terrenos podem denunciar diretamente ao departamento.

A Vigilância em Saúde fica à rua Antônio R. Prado, 35, Santa Terezinha. O telefone é o 3641-4420.

Escorpiões

Podem ser encontrados nos mais variados ambientes, em esconderijos junto a construções. Procuram locais escuros para se esconder. O hábito noturno é registrado para a maioria das espécies. São mais ativos durante os meses mais quentes do ano, no período das chuvas. Devido às alterações climáticas do globo, em algumas regiões, estes animais têm se apresentado ativos durante o ano todo. São carnívoros, alimentam-se principalmente de insetos e aranhas, tornando-os um grupo de eficientes predadores de um grande número de outros pequenos animais, às vezes nocivos ao homem. Entre os seus predadores estão camundongos, quatis, macacos, sapos, lagartos, corujas, seriemas, algumas aranhas, formigas, lacraias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui