Por Gregório Pasquini

0
615

Há pouco tempo recebi um envelope lacrado e após abri-lo, surpreendeu-me o seu belo conteúdo. Datilografado, um texto magnifico intitulada “A Arte de Deus”. Mais que depressa comecei a lê-lo e hoje divido-o com os leitores.

“A Arte de Deus”

“Um homem havia pintado um lindo quadro. No dia de apresentá-lo ao público, convidou todo mundo para vê-lo. Compareceram as autoridades do local, fotógrafos, jornalistas, e muita gente, pois o pintor era muito famoso e um grande artista.

Chegado o momento, tirou-se o pano que velava o quadro. Houve um caloroso aplauso.

Era uma impressionante figura de Jesus, batendo suavemente à porta de uma casa. O Cristo parecia vivo, com o ouvido junto a porta, parecia querer ouvir se lá dentro alguém respondia.

Houve discursos e elogios. Todos admiravam aquela obra de arte. Um observador curioso, porém, achou uma falha no quadro: a porta não tinha fechadura. E foi perguntar ao artista:

– Sua porta não tem fechadura. Como se fará para abri-la?

– É assim mesmo – respondeu o pintor. Esta é a porta do coração humano. Só se abre do lado de dentro.” Sic.

Devemos pois, estar sempre preparados para atender aqueles que nos procuram, não importando a cor, o credo e a condição sexual, mas fazer o que Jesus faz: vim para servir e não para ser servido.

O nosso coração nesse tempo natalino, vibra com maior intensidade para comemorar o nascimento do menino Deus. É tempo de reflexão, de amor, de paz, de escancarar a porta de todos os corações. É tempo de mais união, de perdão incondicional e, sobretudo, de fé inquebrantável. É tempo meu irmão, de partilha: se você tem dois, dê um e se tem só um, doe a metade. Se sentirá muito melhor. Seu coração se alegrará e as boas ações não perecerão jamais aos olhos de Deus.

Um simples Deus lhe pague é extremamente gratificante. Experimente!

Feliz Natal a todos.

Um Ano Novo repleto de realizações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui