Projeto Cata-Vida volta a atuar na cidade

0
862
Cooperativa de reciclagem deu início às atividades. Foto: Prefeitura
Cooperativa de reciclagem deu início às atividades. Foto: Prefeitura

A Cooperativa Cata-Vida, responsável por coletar material reciclável voltou a atuar na cidade. O projeto, que antes tinha o nome de Recicla Vargem, começou a funcionar no município em 2011, na primeira gestão do atual prefeito, Amarildo Duzi Moraes (PSDB). Na época, a prefeitura ofereceu uma ajuda para a formação da Associação, além de contribuir com o pagamento do aluguel, uniformes, divulgação e outros gastos.

As funcionárias da Cooperativa realizavam o serviço de reciclagem no galpão existente no Aterro Sanitário. O serviço era feito remexendo o lixo nas trincheiras do Aterro ou próximo a elas, o que contrariava as normas da Cetesb, por isso, foi aprovado o Projeto de Lei Nº 92/18, no dia 20 de agosto de 2018, que autoriza que o município conceda o auxílio aluguel para a instalação da nova sede da Cooperativa de Trabalho Ambiental Cata Vida.

A volta da atuação dos catadores de reciclados por meio do Cata-Vida é de grande importância ambiental e econômica para a cidade, sendo que a Cooperativa é capaz de gerar trabalho, renda, além de proporcionar melhores condições de vida para uma parcela da população que não tinha meios de um trabalho digno. A organização também proporciona que os trabalhadores não sejam mais explorados por empresas privadas ou empreendedores individuais.

O Departamento de Agricultura e Meio Ambiente explicou que para o município é de grande importância essa valorização social, pois isso é transformado em um trabalho excepcional que é a reciclagem, que não é mais considerado um material dispensável, mas sim, gerador de renda.

A reciclagem traz benefícios não só para quem trabalha com ela, mas também para a cidade, pois há uma redução significativa dos impactos ambientais que o descarte inadequado do lixo causa. Com a reciclagem é possível preservar e conservar o meio ambiente, o que resulta no aumento da vida útil do Aterro Sanitário Municipal, além de reduzir o consumo de matérias primas nas indústrias, pois muitos produtos, além de recicláveis, podem ser reutilizáveis.

A Prefeitura Municipal apoia e incentiva a reciclagem no município, por isso, efetua a cessão de alguns itens para a Cooperativa Cata Vida, como a doação de um caminhão para a realização da coleta; duas prensas verticais que já foram instaladas e estão em funcionamento; uma balança que pesa até uma tonelada que também já foi instalada e está apta para utilização; além de dar subsídio para o pagamento do aluguel do barracão para funcionamento da cooperativa e equipamentos de proteção necessários. A Prefeitura também vai disponibilizar uma esteira moega alimentadora e cinco carrinhos para o transporte do material reciclável.

Atualmente, trabalham na Cooperativa seis funcionárias e um motorista, que precisam da colaboração da população para poderem realizar o trabalho de reciclagem na cidade, por isso, o Departamento de Agricultura e Meio Ambiente pede para que os munícipes separem tudo o que for reciclável, como papel; papelão; vidros; plásticos; metais (ferro, alumínio, entre outros). Caso tenham dúvidas, basta verificar no rótulo dos produtos as informações de reciclagem ou entrar em contato com o Departamento de Meio Ambiente ou diretamente com as responsáveis pela Cooperativa.

As entregas podem ser feitas de forma voluntária no endereço da Cooperativa que fica na rua Albertino Fernandes de Oliveira, nº 123, Jardim Paulista, ou o cidadão pode ligar para uma das cooperadas, a Deusa, no número 19 99861-6653 e combinar o horário para que a Cooperativa possa recolher os recicláveis.

Na primeira gestão de Amarildo, trabalho era realizado. Foto: Prefeitura

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui