Prefeitura reintegra área usada irregularmente

0
660
Em área da prefeitura, morador guardava carros e carcaças de veículos. Fotos: Reportagem

A área ao lado do Cemitério Parque das Acácias usada clandestinamente por moradores para criação de animais foi restituída pelo poder público. A ação para remover os animais e as instalações existentes há anos de maneira irregular na área, que pertence à concessionária de retransmissão de energia elétrica, foi realizada na manhã da sexta-feira, dia 1º de fevereiro.

A iniciativa contou com a participação de setores da prefeitura como o Departamento de Serviços Urbanos e Rurais (DSUR), Vigilância Sanitária, Departamento de Agricultura e Meio Ambiente, Guarda Civil Municipal (GCM) e também da Polícia Militar (PM).

A situação é conhecida há anos e por diversas vezes o poder público tentou acionar os responsáveis pelos animais para que as criações fossem removidas, no entanto, o problema persistia. O caso chegou à Justiça, que pediu uma ação por parte da prefeitura.

Os responsáveis pelos animais foram procurados diversas vezes, mas não tomavam qualquer providência. Recentemente era possível encontrar mais de 15 animais pelos estábulos improvisados construídos ao longo da área sob as linhas de retransmissão de energia. Cavalos, mulas, porcos, cabras, galinhas eram comumente encontrados pelos locais.

Segundo relatos dos moradores, durante o dia os animais, principalmente cavalos, ficavam soltos e, geralmente, eram recolhidos a noite às áreas clandestinas. Quando estavam soltos, estes animais rasgavam lixo, danificavam jardins das residências, além de causar acidentes no trânsito.

Para solucionar o caso, a prefeitura deu início ao processo para a remoção das benfeitorias irregulares e recolhimento dos animais. Antes da realização da ação, chamada Operação Limpeza, todos os dispositivos legais foram tomados e todos os responsáveis foram alertados.

A Vigilância Sanitária e o Departamento de Agricultura e Meio Ambiente passaram em todos os pontos que seriam removidos conversando com as pessoas envolvidas, além de fixarem avisos de que a operação aconteceria na sexta-feira, dia 1º.

Operação

A Prefeitura contratou caminhões específicos para fazer o transporte dos animais recolhidos que seriam levados ao Recinto de Exposições Christiano Dutra do Nascimento, onde receberiam alimento e água e ficariam até que os responsáveis aparecessem.

Além de maquinário para retirar as edificações e limpar o terreno. Na manhã da sexta estavam pelo local com todo o aparato para dar suporte às pessoas, para retirar e limpar tudo. No entanto, os animais já não estavam pela área e algumas cercas e estruturas de madeira já haviam sido removidas.

Além da área ocupada pelos animais, outro terreno público no Conjunto Habitacional Nova Vargem Grande próximo ao cemitério, era usado como estacionamento para carros antigos e também foi desocupado pela operação. No terreno também era possível encontrar uma criação de galinhas e uma horta.

De acordo com a prefeitura, esses animais podem ser mantidos na zona urbana, contanto que todos estejam registrados na Defesa Agropecuária. Seguindo as normas sanitárias, os animais podem ser mantidos em casa, desde que não cause incômodo à população. Caso houver, o proprietário é notificado e deve retirar o animal do local.

Prosseguimento

Além destas áreas nas proximidades do Cemitério Parque das Acácias, a prefeitura ainda irá realizar a operação em ao menos outros cinco pontos do município que sofrem do mesmo problema. Todos os responsáveis serão avisados e alertados para removerem seus animais e retirarem as edificações. Caso contrário, a prefeitura irá efetuar a limpeza com seu maquinário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui