Limpeza no cemitério é motivo de queixa

0
509
Leitora da Gazeta pediu maior atenção ao Cemitério, em especial no cruzeiro para a queima de velas. Foto: Reportagem

Na tarde da segunda-feira, uma leitora entrou em contato com a Gazeta de Vargem Grande para se queixar da falta de cuidado com o Cemitério da Saudade. Ela disse que furtos de itens decorativos dos túmulos, como vasos de granito, peças de cobre, são comuns.

Disse ainda que a capina de mato não é feita regularmente e por fim se queixou da quantidade do que chamou de “macumbas” espalhada pelo cemitério, principalmente sobre túmulos e na área do queimador de velas.

Com base no relato da moradora, a Gazeta questionou a prefeitura sobre a frequência da limpeza no Cemitério e também sobre a retirada os objetos usados nesses rituais espirituais e a prevenção de furtos.

A prefeitura respondeu à reportagem que o comandante da Guarda Civil Municipal (GCM) informou que é realizada a ronda em todos os locais públicos, inclusive nos cemitérios, caso seja identificado alguma ação suspeita, é tomada todas as providencias necessárias. No entanto, observou que não é possível permanecer todo o tempo no local, tendo em vista os várias locais de atribuições de responsabilidade da guarda.

Conforme informação do diretor departamento de Serviços Urbanos e Rurais, a poda nos Cemitérios da Saudade e Acácia é realizada periodicamente, conforme cronograma. Quanto aos objetos espirituais (‘’macumbas’’) são retirados assim que identificados pelos funcionários, explicou a prefeitura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui