Busca pela biometria ainda é baixa

0
807
Eleitores devem fazer o cadastramento até novembro. Foto: Gazeta

O cadastramento biométrico para os moradores de Vargem Grande do Sul se tornou obrigatório neste ano. Os eleitores têm até dia 29 de novembro para a atualização dos dados e coleta eletrônica das digitais. Mas apesar da obrigatoriedade, a procura pelo serviço no Cartório Eleitoral ainda é baixa.

A obrigatoriedade do cadastramento biométrico teve inicio na segunda-feira, dia 4. A Revisão do Eleitorado pode ser feita até o dia 29 de novembro, das 12h às 18h, no Cartório Eleitoral do município, localizado à rua Batista Figueiredo, nº 380, no centro, ou no Posto de Atendimento da cidade de São Sebastião da Grama, localizado à Praça São Sebastião, nº 147, no centro.

O agendamento é feito no site www.tre-sp.jus.br e o não atendimento a convocação de comparecimento provocará o cancelamento da inscrição eleitoral. Vargem Grande do Sul compreende a 229ª Zona Eleitoral e tem 31.167 eleitores, dos quais 17.341, equivalente a 55,64% dos eleitores, já fizeram a biometria. Segundo Silvio Luís D’Amico, chefe do Cartório Eleitoral, a procura ainda está abaixo da média. “O movimento está muito baixo, o dia que mais atualizamos títulos totalizou 21, que é um número bem baixo. Do dia 4 até hoje, dia 15, foram 206 pessoas que vieram fazer a biometria, que é pouco, pois a média seria fazer 80 por dia”, comentou.

Silvio ainda contou que a biometria na cidade é realizada desde setembro de 2015, e os eleitores cadastrados ou transferidos para o município até o dia 7 de setembro de 2015, que ainda não fizeram a biometria, deverão participar dessa revisão.

“A revisão é só para os eleitores que ainda não fizeram a biometria. Os eleitores que já fizeram não precisam comparecer no Cartório novamente”, esclareceu Silvio. “O cadastramento é uma revisão no titulo de eleitor que colhe as dez digitais. Em seguida o eleitor faz uma assinatura eletrônica e uma foto da pessoa é tirada. Um título de eleitor igual ao título anterior da pessoa é reimpresso, única diferença é que terá destacado que ela fez o cadastramento biométrico”, complementou.

Para o cadastramento biométrico é obrigatório a apresentação de um documento de identificação de nacionalidade brasileira e um comprovante de endereço.  Entre os documentos pessoais aceitos estão: carteira de identidade (RG); carteira emitida pelos órgãos criados por lei federal, controladores do exercício profissional; certidão de nascimento ou casamento; certificação de quitação do serviço militar; instrumento público do qual se infira, por direito, ter o eleitor idade mínima de 16 anos, e do qual constem, também, os demais elementos necessários à sua qualificação; e carteira nacional de habilitação (CNH), com exceção para quem está se alistando.

Agendamento

“A biometria já irá valer para as próximas eleições municipais, e quem não fizer não votará na próxima eleição. É interessante que o eleitor faça o agendamento pela Internet, pois aí ele é atendido na hora e dia certo, sem precisar frequentar filas”, explicou.

Segundo Silvio, os funcionários enviados pelo Tribunal para ajudar a atender a demanda do município começarão dia 11 de março. “Houve atraso na licitação, mas no dia 11 eles começam, porém se a população não ajudar, no final será complicado. Nosso interesse e o interesse da Justiça Eleitoral é que todos façam isso o mais rápido possível para evitar problemas futuros, pois se todos deixarem para o final, haverá tumulto e bastante fila”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui