Câmara de Bauru cria canal para participação on-line em audiências públicas

0
591
Bauruenses comparecem em audiência pública realizada pela Cãmara. Foto: Pedro Romualdo

Em Bauru, cidade que fica a 279 km de Vargem Grande do Sul, os cidadãos podem participar das audiências públicas realizadas em seu Legislativo com perguntas enviadas por Whatsapp e pelo Facebook. A medida vale desde o início desta semana.

A Câmara Municipal bauruense já possui um canal de TV que transmite sessões, reportagens e programas de entrevistas. Os cidadãos também podem acessar todo conteúdo pela página da TV Câmara Bauru no Facebook (facebook/tvcamarabauru).

Segundo informou a assessoria de imprensa da Câmara de Bauru, as contribuições poderão ser lidas e discutidas ao vivo. O munícipe apenas precisa enviar uma mensagem se identificando com nome completo, instituição que representa ou o bairro onde reside. As mensagens ofensivas, com conteúdo impróprio ou que não tenham relação com o tema em debate são descartadas.

Como há horários pré-estipulados para o início e o término das audiências, quando não houver tempo para a leitura de todas as perguntas e comentários, o material será direcionado aos órgãos pertinentes. “A Câmara é a casa do povo e da cidadania. Temos que nos valer de todas as ferramentas para garantir meios de participação popular, de ouvir as pessoas. Muita gente não consegue se deslocar até a Casa e dar sua contribuição, a facilidade dos celulares e da internet pode ser um incentivo a mais”, afirmou o presidente da Câmara de Bauru, José Roberto Segalla (DEM).

Vargem

Vargem Grande do Sul continua sendo uma das únicas cidades da região que não faz a transmissão ao vivo de suas sessões. Em 2018, a Gazeta de Vargem Grande publicou uma reportagem mostrando que os Legislativos dos municípios vizinhos efetuam a transmissão das sessões e que o custo mensal não é alto.

Atualmente, uma das maneiras da população participar das sessões é o uso da tribuna. Para tanto, o cidadão precisa se inscrever com dias de antecedência e informar o teor do que será falado no Plenário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui