Rapaz usava WhatsApp para vender cocaína em Vargem

0
827
Suspeito escondia parte das porções na cueca. Foto: Policia Militar

A equipe da Polícia Militar formada pelo cabo Lasmar e o soldado Salomão, na noite do último sábado, dia 23, recebeu  denúncia que um rapaz residente em uma das ruas da Vila Santa Terezinha estaria traficando cocaína.

A denúncia era rica em detalhes, pois dizia até como funcionava a comercialização entre o traficante e o usuário. As vendas eram feitas através do WhatsApp, utilizando-se de uma senha, onde o comprador perguntava “Sabe aquele dinheiro” ou “tey” e o traficante respondia a questão de forma positiva ou negativa.

Os PMs também receberam a informação de que o suspeito vendia o entorpecente em bares  e festas, e que cada porção era comercializada por R$ 50,00. O rapaz já era conhecido da equipe, que já tinha recebido informações informais sobre seu envolvimento com o tráfico de drogas, porém os policiais não sabiam onde ele estava morando.

Durante patrulhamento ostensivo e preventivo pelas ruas da Santa Terezinha, ao entrarem com a viatura na rua onde o rapaz reside, os policiais avistaram um veículo saindo da residência com dois ocupantes. De início, os PMs acharam que podiam ser usuários deixando o local após comprar a droga, mas ao acompanharem o veículo, constataram que o suspeito era o passageiro, e o automóvel era dirigido por outro rapaz.

Os dois foram abordados e revistados, sendo encontrado na cueca do suspeito um invólucro de papel com cinco porções de cocaína embaladas em plástico branco e vedadas por durex, além de um pino de cocaína. Com ele ainda foi localizado um aparelho celular. Em posse do motorista foi encontrado apenas um cigarro de maconha, que ele informou que era pra seu próprio consumo, deixando bem claro aos policiais que desconhecia o fato de que seu amigo estivesse com aquela droga em seu poder.

Os PMs então se deslocaram até a casa do suspeito, mesmo ele alegando que no imóvel não haviam mais entorpecentes. Durante buscas em seu quarto, os policiais encontraram dentro do guarda roupas, um pote com seis porções de cocaína idênticas às localizadas em seu poder. Também encontraram uma sacola plástica rasgada, que indicava ser a mesma utilizada para retirar pedaços para embalar os entorpecentes, bem como uma tesoura e um rolo de durex. Em um dos pés da cama, os policiais encontraram R$ 402,00 em notas variadas.

Ao ser questionado, ele assumiu ser o dono das drogas e objetos apreendidos e informou que seu amigo não tinha qualquer relação com os fatos. Devido às circunstâncias, ele foi levado à Delegacia, onde a autoridade policial ratificou a voz de prisão e ele permaneceu à disposição da Polícia Civil, para ser conduzido até a cadeia pública de São João da Boa Vista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui