Business Coffee: O Líder e o Cliente Interno

0
299

Esses dias eu estava em um evento corporativo, e no momento destinado ao networking, enquanto degustava um saboroso pão de queijo, sem querer ouvia a conversa de dois senhores. Um deles, ao mesmo tempo em que dizia estar complicado contratar o que ele chamou de ‘empregado bom’, dizia também que os mesmos deveriam ser tratados na linha dura para render alguma coisa. Nesse instante, estava em uma profunda reflexão sobre a quantidade de empreendedores com conhecimento zero em liderança e sobre o quanto, nós, consultores/facilitadores temos a contribuir nesse sentido; quando fui interrompida por uma simpática empresária que solicitava o meu cartão.

Mas o que é cliente interno? O cliente interno tem, ou deveria ter, a mesma importância que o cliente externo na sua empresa, aquele que é o responsável pela lucratividade do seu negócio através das suas compras. A diferença é que o cliente interno faz a sua empresa acontecer, é ele quem está na linha de frente e que, inclusive, é o responsável pelo atendimento dos clientes que trarão receita para o seu estabelecimento. E sabendo disso, o nível de importância de ambos para você deveria ser exatamente o mesmo, mas eu vou além, e afirmo que o seu cliente interno deve ser tratado de maneira especial, e até melhor do que o cliente externo, sabe por quê? Porque se é o seu colaborador, o grande responsável pelo atendimento ao seu cliente, ele vai trata-los da mesma maneira, ótima ou ruim, com que é tratado. E não importa qual cargo ele ocupe na empresa, nem mesmo se ele não tiver nenhum contato com pessoas, porque o que manda é o clima na empresa, os produtos ou serviços e demais pontos, e esses são de responsabilidade de toda a equipe.

Contudo, se eu posso deixar aqui o melhor conselho para todos os empreendedores, diria o seguinte: é muito importante que você saiba quase tudo sobre o mercado em que atua ou pretende atuar, que aprenda fluxo de caixa, e que tenha alguma noção de marketing, mas se vai trabalhar com colaboradores, é expressamente recomendável que faça um curso de Gestão de Pessoas e Liderança, ou no mínimo, que tenha alguém para orientá-lo nesse sentido. É como diz um velho ditado: sua empresa pode ter equipamentos milionários, as mais altas tecnologias e até ser uma marca valiosa no mercado, mas nada disso vale mais do que os colaboradores que nela trabalham. E se você deseja ter os melhores colaboradores trabalhando em sua empresa, será necessário que reveja sua liderança… Sucesso sempre e até breve!

Gaby Lourenço é especialista em gestão de liderança e empreendedora na empresa GESTORES DO VAREJO.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui