Assembleia do SSPM pede reajuste de salários e de vale

0
590
Assembleia foi realizada na sede do sindicato. Foto: SSPM

Funcionários públicos debateram a questão do reajuste salarial durante assembleia realizada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (SSPM), na última quinta-feira, dia 14. A Prefeitura irá conceder a recomposição da inflação e informou ao sindicato que aguarda parcelamento de precatórios para possibilidade de reajuste de ganho real e no auxílio-alimentação.

De acordo com o presidente do SSPM, Edson Bovo, em fevereiro, foi protocolizado ofício na prefeitura com a reivindicação da categoria sobre o reajuste no auxílio-alimentação de R$ 300,00 para R$ 400,00. O último aumento no benefício foi em 2016. O auxílio não incide na folha de pagamento, ou seja, não irá influenciar nos limites de gasto com pessoal da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Também foi protocolizado ofício sobre a recomposição salarial de acordo com a inflação medida de março de 2018 a fevereiro de 2019, que foi de 3,89%, além de um ganho real nos vencimentos.

Em entrevista à Gazeta, Edson informou que a posição da prefeitura foi comunicada aos servidores na assembleia. Segundo ele, já foi enviado à Câmara o projeto de lei que estabelece o reajuste dos servidores com base na inflação. Ainda de acordo com Edson, Amarildo disse que a prefeitura pretende também conceder posteriormente um reajuste de percentual que assegure um ganho real à categoria e também um aumento no vale-alimentação.

No entanto, conforme explicou o presidente do SSPM, a prefeitura aguarda a concretização do parcelamento de precatórios, que este ano soma R$ 4 milhões, para poder viabilizar estes reajustes. Edson informou que os servidores reunidos em assembleia decidiram aguardar este posicionamento da prefeitura.

“Mesmo assim, iremos insistir mais uma vez no reajuste imediato do auxílio-alimentação, porque não incide na folha de pagamento e representa um ganho muito grande para o servidor. Por exemplo, os que recebem cerca de R$ 1 mil, ter um reajuste de R$ 100,00 neste vale, representa um ganho de 10%”, observou.

SAE

Sobre a questão da polêmica a respeito da alteração da escala dos trabalhadores de sobreaviso aos finais de semana do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAE), Edson Bovo comentou que já entrou em contato com a prefeitura para agendar uma reunião entre Amarildo, sua equipe, a superintendência do SAE e os servidores da autarquia para resolverem a situação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui