Bebê de 3 meses morre após ser espancado em Andradas

0
659
Bebê foi socorrido, mas não resistiu. Foto: Reprodução/Portal da Cidade Andradas

Um bebê de apenas três meses de idade faleceu na madrugada da última quarta-feira, dia 27, depois de sofrer maus-tratos por parte de seus pais. O casal foi preso em flagrante pela Polícia Civil de Andradas (MG) suspeito por ter matado o próprio filho no sítio onde moram, na madrugada da quarta-feira. A mãe do bebê, Ana Carolina Lourenço Montanholi tem 19 anos, o pai Alexandre Montanholi tem 23 anos, os dois foram ouvidos na tarde do mesmo dia e levados para uma unidade prisional da cidade.

De acordo com as matérias do O Município, a prisão do casal ocorreu após os peritos do Instituto Médico Legal (IML) de Poços de Caldas (MG) constarem que a criança morreu em virtude de múltiplas fraturas e traumatismo craniano, decorrente de espancamento. Esta morte violenta só foi descoberta quando o dono de uma agência funerária da cidade suspeitou de maus-tratos e se recusou a preparar o corpo do menino para o velório.

A Polícia Militar de Andradas informou que uma equipe do SAMU foi acionada por volta das 1h30 da manhã, depois que a mãe do bebê viu que ele não estava respirando. Ela teria contado aos policiais que estranhou o fato do filho não chorar para mamar e foi ver o que estava acontecendo. Em contato com o SAMU, ela foi orientada a fazer massagem cardíaca até que a equipe chegasse a residência e enquanto isso, o pai esperava na estrada pelo socorro. Segundo o jornal de São João, o menino foi levado ao pronto socorro da cidade, mas não resistiu e faleceu. Na unidade o médico plantonista não percebeu as lesões do bebê e só soube do caso depois do contato do agente funerário.

Os pais foram questionados sobre as lesões e informaram que na quarta-feira, dia 20, a criança teria se machucado quando sua mãe penteava o cabelo, pois de acordo com a jovem, a ponta do pente quebrou e a garra teria causado uma pequena lesão na cabeça da criança.

Na quarta-feira, dia 28, durante uma coletiva de imprensa os delegados Fabiano Roberto Mazzaroto Gonçalves informaram que durante depoimento a mãe confessou que seu marido agrediu o bebê com tapas e joelhadas no abdômen, informando ainda que o choro do menino que estava com cólicas, teria motivado a agressão. A mãe também afirmou que teria tentado tirar o filho das mãos do pai e pedido para que parasse.

De acordo com os delegados, a mãe tentou se eximir da responsabilidade e culpou inteiramente seu marido, sendo omissa por não pedir socorro para o filho ou denunciar as agressões. Ela teria acionado socorro apenas as 1h30, sendo que de acordo com seu depoimento, o rapaz teria agredido a criança entre 19h e 21h.

Ainda de acordo com o apurado pela reportagem do O Município, os vizinhos do casal já relataram que as agressões aconteciam há algum tempo, inclusive que denúncias de maus-tratos já tinham sido registradas no Conselho Tutelar de Andradas.

O velório e o sepultamento do bebê aconteceu na tarde da quarta-feira na cidade de Santo Antônio do Jardim, onde moram seus familiares.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui