Dono de boate é preso na 2ª fase da Operação Canastra

0
475
Dono de boate teve prisão preventiva decretada. Foto: Polícia Civil/Divulgação

A Polícia Civil de Casa Branca cumpriu um mandado de prisão preventiva na segunda fase da Operação Canastra, em um bar nas margens da rodovia que liga Vagem a São João, na última segunda-feira, dia 1º. O envolvimento do proprietário da boate foi constatado em troca de mensagens em celulares apreendidos, de acordo com a matéria publicada no portal G1 São Carlos e Araraquara.

O homem, que não teve sua identidade divulgada, foi preso no estabelecimento que fica às margens da rodovia Dom Tomás Vaquero, a SP-344, já no município de São João da Boa Vista. Ele teve a prisão preventiva decretada e foi encaminhado para a cadeia de Casa Branca, onde deve ficar até ser transferido para a penitenciária de Serra Azul.

O delegado que conduz as investigações, Celso Itaroti, informou ao G1 que o envolvimento do proprietário do estabelecimento foi comprovado depois de análise de mensagens trocadas em telefones apreendidos nos primeiros mandados de busca e apreensão no mês anterior, e ele responderá pelos crimes de tráfico de drogas e associação ao tráfico.

Operação

A Operação Canastra resultou de uma investigação que começou em janeiro de 2018, cujo objetivo é combater o tráfico de drogas e também a corrupção de menores, partindo da prisão do traficante Espanhol em um bar de Caconde no mês de setembro.

Treze pessoas foram presas na primeira fase da operação, entre elas uma menor de idade e uma mulher. Cerca de 60 policiais e um cão farejador participaram dela e cumpriram 30 mandados de busca e apreensão e 17 de prisão. Segundo o informado por Itaroti, a Canastra é diferenciada pois teve início identificando o comandante do tráfico para encontrar os demais envolvidos no crime. Mais mandados de prisão devem ser efetuados nas próximas semanas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui