A maternidade em diferentes fases da vida

0
779
Maria Fernanda e seu filho Kelton

Nessa edição especial em comemoração ao Dia das Mães, a Gazeta de Vargem Grande entrevistou mães de diversas faixas etárias para saber como cada uma encarou a maternidade e se a idade e experiência ajuda o instinto materno

Jady Eduarda Figueiredo dos Santos, de 17 anos, foi mãe aos 16 de Lorenzzo Gabriel dos Santos Teixeira, que está com nove meses. A jovem contou que, embora tenha sido pega de surpresa, a gravidez e a maternidade a transformaram em uma pessoa melhor. “Eu não escolhi ser mãe, Lorenzzo veio por acaso. No começo foi tudo um susto e muito desespero, contei com a ajuda da minha mãe. Depois com a chegada dele, me surpreendi muito”, disse. “O modo de eu ver o que é ser mãe mudou e eu me transformei numa pessoa que eu jamais imaginava, o que pretendo melhorar a cada dia mais. Para o meu filho espero um futuro melhor e que seja bom”, completou a adolescente.

Kelton Donilio Bíscaro, de dois meses e meio, é filho de Maria Fernanda Cossi Bíscaro, de 19 anos. A jovem foi mãe aos 18 e disse à Gazeta de Vargem Grande que a maternidade foi a realização de um sonho. “Eu escolhi sim ser mãe, esse sempre foi meu sonho, foi uma felicidade muito grande quando descobri e ele é o meu presente de Deus”, emocionou Maria Fernanda.

O sentimento é de sonho realizado, porém a mãe de primeira viagem contou que as dificuldades aparecem e que aos poucos consegue superá-las. “No inicio da gravidez tive uma mistura de alegria com preocupação, mas sempre fiquei bem tranquila. Não via a hora de ver minha barriga crescendo. Tive poucos enjoos e não passei mal, então foram poucos desafios nessa etapa”, comentou. “Já no começo, quando ele nasceu, foi bem difícil, pois não sabia como dar banho, trocar fralda e cuidar do umbigo, por exemplo, mas com o tempo foi se ajeitando e eu aprendi fazer tudo com a ajuda da família principalmente”, continuou.

A jovem enxerga a maternidade como uma grande vivência e mesmo com os desafios, afirma não trocar esses momentos por nada. “Foi uma experiência ótima eu não me arrependo, já que foi a coisa mais linda que aconteceu na minha vida. Cada sorriso no rostinho dele é a alegria dos meus dias, ser mãe não é fácil, mas eu não troco por nada”, falou. “Espero para meu filho um futuro brilhante, cheio de felicidade e paz, que sempre esteja rodeado de pessoas que o amam e que mesmo encontrando barreiras, seja forte e capaz de suportar”, completou a mãe.

Fotos: Arquivo Pessoal

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui