O dom da maternidade

0
808
Pâmela e seu filho Lucas, de dois anos

Com planos de casamento, Pâmela Thais Rabelo de Paz, de 29 anos, foi mãe logo aos 27 anos, de Lucas Francisco Rabelo de Paz, de dois anos. A mãe de primeira viagem contou à Gazeta que embora tenha levado um susto, descobriu o que é o amor de verdade. “Minha gravidez não foi planejada, estávamos noivos, pensando no casamento para depois planejar um filho. Quando descobri foi um tremendo susto, uma mistura de felicidade e medo, mas foi a melhor coisa que me aconteceu”, disse.

“Quando ouvi seu coraçãozinho com 13 semanas, foi quando vi o amor de verdade, o que minha mãe falava de que filho é o bem mais precioso”, completou.

Pâmela também falou sobre as principais dificuldades e quem foi seu alicerce para superá-las. “Os principais desafios foram o enjoo, queimação e alteração no humor, uma hora ficava em êxtase por estar grávida e em seguida, começava a chorar com medo do que viria por aí. Os três primeiro meses são os mais delicados, aconselho àquelas que estiverem grávidas a aproveitarem o máximo que puder pra descansar”, aconselhou.

“Contei com muita ajuda da minha mãe, meu esposo também, mas como ele é caminhoneiro está sempre viajando, minha mãe estava ali pra tudo, ela fazia de tudo para ajudar e para aliviar o que ela sabe que não alivia. Tive ajuda em tudo dela do meu lado do começo ao fim e até hoje”, conta com gratidão.

Mãe há dois anos, ela vê a maternidade como um dom que a deixou mais forte. “Vejo como a melhor coisa que aconteceu na minha vida, o maior dom que uma mulher pode receber. Não há tarefa mais sublime nem mais recompensadora, com ela aprendemos mais sobre o amor incondicional e passamos a até mesmo compreender melhor nossa mãe. Todos os meus medos, com exceção de perder meu filho, foram embora, ficamos mais fortes e aprendemos a ser leoa como dizem, para defender de tudo”, falou.

“O meu dever de mãe é mostrar para meu filho a vida como ela é através dos meus olhos e sobre as promessas de Deus, mostrar o que ele pode conquistar a partir de suas boas ações, da honestidade, do trabalho, dos estudos e também dos seus próprios sonhos. Quero que ele seja capaz de encarar o mundo como ele é e com toda a sua força e capacidade, não importa quais serão suas escolhas futuramente, apenas quero vê-lo bem sucedido em qualquer área de sua vida, assim meu sonho de mãe estará realizado”, completou Pâmela.

Foto: Arquivo Pessoal

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui