Ford Ranger 2020 chega com mudanças visuais e técnicas

0
1144
Ford Ranger 2020 chega com mudanças visuais e técnicas. Foto: Divulgação

Picape mantém apenas motores turbodiesel e retoma versão XL para frotas

Vitor Matsubara/Uol Carros

Pode procurar com calma: é difícil achar as novidades da Ford Ranger 2020. A picape lançada em 2012 ainda está na segunda geração e passa pela segunda reestilização, desta vez mais discreta do que a realizada há três anos. As alterações visuais se limitam à dianteira, que ganhou uma nova grade (alinhada com a identidade das picapes norte-americanas) e para-choque redesenhado. Para não dizer que as mudanças param por aí, a Ford trouxe também novas rodas de liga leve – as da versão Limited são as mesmas da Wildtrak, configuração aventureira vendida na Austrália.

A cabine é exatamente a mesma da antiga Ranger. E isso não é ruim, já que a picape é uma das mais bem acabadas e bem equipadas da categoria. Estão lá o painel “semidigital” (que combina duas telas de LCD com o velocímetro digital) vindo do Fusion e a central multimídia SYNC 3 com tela tátil de 8 polegadas.

Boa de dirigir

Novidade importante está na suspensão, que ficou mais “mole” do que antes. Ciente das críticas sobre sua calibragem excessivamente rígida, a Ford redesenhou a barra estabilizadora e fez acertos no conjunto de acordo com o peso de cada versão, além de “refinar os elementos de coxinização”. As alterações, de fato, surtiram efeito, deixando a Ranger mais agradável de dirigir, principalmente no asfalto. Leve ao extremo, a direção elétrica facilita manobras em locais apertados, mas não transmite tanta segurança em velocidades mais altas — especialmente diante de ventos, obrigando o motorista a realizar pequenas correções na trajetória acima dos 100 km.

Fora da estrada, a picape continua sacolejando ao transpor obstáculos, mas bem menos do que sua antecessora. E por falar em off-road, a Ranger traz tração 4×4 com reduzida (acionada por um seletor giratório no console central) e, segundo a Ford, oferece a maior capacidade de imersão do segmento: 800 milímetros de água.

A Ranger é a picape mais tecnológica da categoria com sobras. Só ela vem de fábrica com controle de cruzeiro adaptativo e alerta de permanência em faixa (com correção de trajetória invasiva demais), assistente autônomo de frenagem de emergência (capaz de parar totalmente o veículo ou reduzir a velocidade para minimizar o impacto) e farol alto automático (que regula a intensidade do facho caso identifique outro veículo em sentido contrário). Outra exclusividade é o assistente de fechamento de caçamba, nada mais do que um amortecedor que facilita a abertura e o fechamento da tampa traseira. Com ele, a Ford diz que a força necessária para fechar a caçamba cai de 12 kg para 3 kg.

Preços

Confira os preços das versões da Ford Ranger 2020: A XLS 2.2 diesel 4×2 AT tem preço inicial de R$ 128.250; a Ford Ranger XLS 2.2 diesel 4×4 MT, R$ 147.520. A versão XLS 2.2 diesel 4×4 AT, tem valor inicial de R$ 154.610. Já a Ford Ranger XLT 3.2 diesel 4×4 AT passa a ser vendida a R$ 176.420 e a Ford Ranger Limited 3.2 diesel 4×4 AT não sai por menos de R$ 188.990.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui