Falta de água em rua da Cohab IV irrita moradores há 3 semanas

0
558
Sem água nas três caixas de sua casa, Zélia teve que encher reservatório

Os moradores da rua João Osório da Fonseca, na Cohab IV, estão há três semanas sofrendo com a falta de água na via. Segundo relataram à Gazeta de Vargem Grande, a prefeitura ainda não conseguiu resolver o problema.

Douglas Eduardo comentou que equipes do Serviço de Água e Esgoto (SAE) fizeram uma série de buracos na rua à procura do vazamento, mas nada encontraram. Ele disse que ao ligar no SAE para pedir informações, foi muito bem atendido pela equipe, no entanto, a autarquia não soube dizer quando o problema seria resolvido. “Leva até três dias para encher a caixa d’água. A gente fica sem saber o que fazer”, comentou.

Na casa de Zélia Maria Ferreira Alves a solução encontrada foi armazenar água em um reservatório para que os oito moradores possam tomar banho. “Aqui a gente trabalha na roça e como faz pra tomar banho depois? Tem que gastar gás pra esquentar tudo no fogão”, disse. Ela também está preocupada com a necessidade de armazenar água, por conta da possibilidade de proliferação do mosquito transmissor da dengue.

Por sua vez, Suzete Simões Costa comentou que além da falta de água, os buracos abertos pela prefeitura na rua em busca do vazamento causaram transtornos aos moradores. Foram mais de quatro grandes recortes no asfalto feitos na quarta-feira, dia 19 de junho, que só foram tampados no dia 24, segunda-feira. De acordo com ela, a terra tirada dos buracos ficou espalhada pela via, levantando poeira. Como ela recentemente operou a vista de uma catarata, estava sofrendo muito com o pó.

Além disso, os moradores se queixaram da qualidade do reparo no asfalto feito pela prefeitura. Comentaram que todos pagaram com muito sacrifício pela pavimentação e que os reparos feitos provavelmente durarão pouco tempo. “Está parecendo mais uma lombada do que o buraco tampado”, comentou uma pessoa que passava pelo local quando a reportagem da Gazeta conversava com os moradores.

Sobre a falta de água, eles disseram que a prefeitura apontou que o vazamento estaria na escola Nair Bolonha, que fica bem em frente à rua. Mas que seria necessário esperar o recesso de férias de julho, que começa na próxima semana, para resolver a situação.

De acordo com a prefeitura, na terça-feira, dia 25, foi feita a limpeza da rua João Osório Teixeira, retirando todo o material que restou após o reparo dos buracos e na quarta-feira, dia 26, foi enviado um caminhão no local para amenizar o pó citado pela moradora.

O Serviço de Água e Esgoto, por meio da Prefeitura Municipal, informa que no local indicado pelo morador é necessário fazer a substituição de aproximadamente 40 metros de tubulação. Porém, é necessário o uso de maquinário, que especificamente nessa semana, está sendo utilizada em outro serviço.

A troca da tubulação será iniciada na próxima segunda-feira, dia 1º. Em relação à água, o SAE informa que a demora para encher as caixas d’água se deve à falta de pressão na tubulação, que será substituída. Fotos: Reportagem

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui