A cantora Alessandra Araújo já foi Nossa Senhora Sant’Ana na Romaria

0
894

A Romaria dos Cavaleiros de Sant’Ana, em louvor a padroeira de Vargem Grande do Sul, é um momento para que os fiéis expressem sua fé, o que a cantora Alessandra Araújo, de 47 anos, faz desde 2007. À Gazeta de Vargem Grande, ela disse que participa do evento com muita devoção e amor. “A minha relação com a Romaria além de muito companheirismo, carinho, amor pelo desfile, amigos e envolvidos, existe também muita fé, porque como é um evento religioso que eu respeito muito, ainda mais por eu estar cantando e sempre participando, o que sempre me emociona”, comentou.

Segundo Alessandra, poder cantar no palanque é um misto de sensações. “Os anos em que eu era convidada para cantar era uma emoção muito boa, porque é aquela expectativa nos ensaios e no dia da Romaria por ficar lá no Centro esperando virarem a esquina, só de pensar meu corpo já arrepia”, contou. “É uma sensação difícil de explicar, é uma mistura de sentimentos, ali tem fé, emoção, alegria, é meio que inexplicável, mas muito bom”, relembrou.

Além de cantar na Romaria, ela também se apresentava na Festa da Batata e na Missa Sertaneja. “Já faz uns 11 anos que eu participo, pois comecei em 2007 e nunca mais parei, sempre estava no meio envolvida de alguma forma. Um ano participava na romaria cantando, esperando a Romaria chegar e aí preparávamos alguma coisa específico para o dia e ficávamos naquela ansiedade”, disse.

“Quando eu não participava do desfile, participava da Festa da Batata que era junto, o ano em que eu não participava de um, participava no outro cantando na benção dos peões, e também já participei na Missa dos Cavaleiros muitas vezes”, comentou Alessandra. Em 2017, ao invés de cantar no palanque, Alessandra desfilou junto aos romeiros como Nossa Senhora Sant’Ana. “No ano retrasado, surgiu a ideia junto à Organização da Cultura de fazer o carro de Sant’Ana e eu fiquei muito feliz quando me ligaram me convidando para fazer o papel de Sant’Ana e nem pensei duas vezes em aceitar. Nesse ano eu não cantei, mas estava representando a padroeira da cidade, o que foi muito gratificante”, lembrou a cantora.

“Foi uma espera muito grande para a Romaria, pois não via a hora de chegar ou de começar os preparativos, já que o pessoal da Cultura sempre faz tudo com muito carinho e Lucas Buzato da Cultura tem muita dedicação. Falavam vamos fazer assim ou vamos fazer assado, então é tudo muito bom e muito emocionante, esse dia é muito gratificante”, completou.

No ano passado, Alessandra representou de novo a padroeira, mas dessa vez, teve seu marido ao seu lado. “Em 2018 tiveram a ideia de colocar também junto com Nossa Senhora Sant’Ana, o São Joaquim, que foi meu esposo André Rosalin. Então estava eu desfilando como Sant’Ana e meu esposo desfilando como São Joaquim”, contou.

“Tinha também a Nossa Senhorinha, que foi feita por Rebeca da Costa, uma menininha que também fez lindamente o papel dela. Ela veio o trajeto todo sentadinha, foi uma belezinha, ela fez tão bonitinho o papel dela e fazia tão certinho. Estávamos todos emocionados no ano passado, eu mais ainda porque o André estava comigo”, disse.

Após mais de 10 anos participando consecutivamente, Alessandra não participará da 45ª edição da Romaria, que acontecerá nesse domingo, dia 28. “Esse ano eu fiquei um pouco afastada devido alguns outros compromissos, então esse ano eu não vou participar da Romaria, já que não pude estar tão presente. Mas esse é um evento que eu sempre participei com muito amor e carinho”, completou Alessandra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui