Romaria dos Cavaleiros de Sant’Ana: Jubileu de Safira

0
522

Gregório Pasquini

No ano de 1974, o então prefeito municipal Huber Brás Cossi, iniciava o ciclo das Romarias em Vargem Grande do Sul.

É uma peregrinação religiosa a um lugar santo, derivado do pomposo nome Roma, berço secular, onde se fundam os deveres do homem para Deus. Daí surgiu efetivamente a Romaria dos Cavaleiros de Sant’Ana. Era uma singela reunião de devotos com uma fé inquebrantável e em procissão, partia da igreja de Santo Antônio, na Vila Polar, rumo a Praça Capitão João Pinto Fontão, mais precisamente à magnifica Igreja Matriz de Sant’Ana, onde um grande número de católicos aguardava ansioso o andor da querida Santa.

No momento em que ela surgia ombreada por quatro religiosos na rua do Comércio, uma apoteótica queima de fogos de artifício, acompanhada de uma estrondosa salva de palmas. Também uma chuva de pétalas de rosas coloridas e vivas emocionados a nossa homenageada, estava definido o mais novo evento na história do município.

Deste momento para a frente, foi um crescer de participantes de todas as idades e no decorrer dos anos, romeiros de vários municípios abrilhantam o inusitado desfile que enaltece o amor e a fé à Nossa Senhora, avó do menino Jesus.

Hoje, quando se completa a 45ª Romaria dos Cavaleiros de Sant’Ana, sem nenhuma dúvida um dos eventos que toca literalmente o coração do vargem-grandense, filho legítimo ou adotivo desta terra, é este macro e apaixonado desfile, com belas e numerosas comitivas, inclusive de outros estados, que brindam o imenso público respeitosamente, com vestimentas especiais, animais adestrados, charretes e carros de bois enfeitados, o som lânguido de suas rodas, para o encanto e aplausos de todos.

Como reconhecimento de gratidão, a diretoria, no final deste evento, confere a cada participante uma lembrança, um pequeno e significativo troféu. Nesta data o hino oficial de Vargem Grande do Sul, de execução obrigatória em todos os eventos oficiais do município, leva pelos céus azuis de nossa terra, sua sonora execução a todos, estando em suas residências ou reunidos festivamente nas praças da cidade neste dia.

Que Sant’Ana abençoe a todos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui