Vargem teve 3 medalhistas de bronze na OBMEP 2018

0
998
Para Renata, Olimpíadas foi um desafio

Três alunos de Vargem Grande do Sul receberam medalha de bronze na 14ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) em 2018, com premiação realizada recentemente. Os medalhistas foram Carlos Roberto Breves Júnior e Renata Garcia da Silva da Escola Estadual Gilberto Giraldi e Gabriela Ayume da Rocha da Escola Estadual Benjamin Bastos.

A premiação aconteceu este ano e o Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa) enviou as premiações para as escolas, sendo elas o certificado e medalha de bronze. Em 2018 mais de 18 milhões de alunos participaram da olimpíada e pela segunda vez consecutiva, Vargem teve alunos premiados na OBMEP.

 

 

A aluna do Benjamin Bastos, Gabriela, tem 15 anos de idade e atualmente está cursando o 9º ano. À Gazeta, contou que ser medalhista da OBMEP foi algo que significou muito para ela por ser uma prova bem complexa. Ela disse ainda que sempre teve o desejo de ser reconhecida em uma matéria que ela gosta e se dedica muito, que é a matemática. Gabriela comentou também que este ano está participando novamente das olimpíadas e já passou para a segunda fase.

Na escola Gilberto Giraldi, a diretora Elaine Pinheiro falou sobre a conquista dos alunos. “Mais uma vez temos o privilégio de colher frutos de um trabalho de dedicação. Nossos professores apresentam olhar diferenciado e procuram evidenciar as potencialidades de cada aluno. Renata e Carlos representam uma nova geração de alunos protagonistas, engajados e atuantes neste novo cenário do que é o papel da escola. Sentimo-nos orgulhosos e felizes de podermos compartilhar desta conquista”, disse.

De acordo com a escola, Renata realiza desde abril um curso de iniciação científica e recebe bolsa mensal de estudos.
Renata tem 13 anos e em 2019, está no 8º ano do ensino fundamental. Em conversa com o jornal, ela relatou que ganhou a medalha na OBMEP do ano passado e que este ano está participando também, já passando da primeira fase. Sobre sua participação no ano passado, Renata comentou que foi um desafio, pois precisou se esforçar bastante e ter muita dedicação, que foi legal ter a oportunidade de fazer algo novo e ter esta experiência.
Carlos tem 14 anos e também cursa o 8º ano. “A prova não foi de nível fácil, exigiu muita calma e concentração. Mas fiquei muito feliz com o resultado, pois tinha uma vontade muito grande em ser medalhista. A matemática é uma das minhas matérias preferidas na escola o que ajudou no meu resultado. Meus pais e meus professores me incentivam muito a estudar e estão muito orgulhosos do resultado. Neste ano, eu já passei para a segunda fase novamente e quem sabe ganhe outra medalha, no dia 28 de setembro farei a segunda fase da OBMEP 2019 estou confiante”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui