Casos de sarampo são confirmados na região

0
695
Um dos sintomas do sarampo são manchas avermelhadas pela pele

A Vigilância Epidemiológica de São João da Boa Vista, órgão vinculado ao Departamento Municipal de Saúde do município, confirmou o primeiro caso de sarampo na cidade após 29 anos, na terça-feira, dia 20. Segundo informações divulgadas pelo jornal sanjoanense O Município, o paciente diagnosticado com a doença é um homem de 35 anos natural da capital paulista e que estava em visita à cidade.

De acordo com a reportagem, em São João há outros dois casos suspeitos, sendo duas crianças sanjoanenses do sexo masculino, uma com cinco meses e outra com um ano e 10 meses, que aguardam resultado. Ao todo, na cidade vizinha são cinco casos notificados, duas ocorrências são suspeitas e três importadas, de Mococa, São Sebastião da Grama e a confirmada de São Paulo.

Segundo entrevista obtida pelo O Munícipio com o órgão responsável, a notificação de São Paulo foi confirmada, ou seja, o homem estava em visita à cidade, foi notificada pelo sistema de saúde e o caso foi confirmado, porém ela já retornou para sua cidade.

O jornal informou que em relação aos casos suspeitos, a Pasta avisou que todas as ações de bloqueio foram realizadas, inclusive a vacinação em todas as pessoas que estavam na sala de espera da Unidade Básica de Saúde do Jardim Azaleias (UBS), na região do DER, que atendia uma das crianças suspeitas. De acordo com a Vigilância, os dois casos suspeitos no munícipio são da área de abrangência da UBS do Azaleias.

Em Vargem

O aumento da incidência de sarampo no Estado de São Paulo foi tema de uma das matérias abordadas na edição da última semana da Gazeta de Vargem Grande. A prefeitura informou que não há casos confirmados ou suspeitos no município até a sexta-feira dia 22. No estado de São Paulo, desde a primeira semana de 2019 até a quarta-feira, dia 21, foram registrados 1.797 casos de sarampo.

Segundo o Departamento Municipal de Saúde, a campanha definida pelo Ministério da Saúde até o momento está prevista para outubro desse ano, entre os dias 5 e 25, com dia D no dia 19.

O Departamento também informou que a orientação repassada aos municípios é que crianças de seis meses a menor de 1 ano que forem viajar para municípios que está tendo a doença devem ser vacinadas. O responsável deve procurar a sala de vacina para esclarecer possíveis dúvidas. Conforme o informado, o município não recebeu orientação que deve ser vacinadas crianças menor de 1 ano indiscriminadamente.

Vacina

O Departamento explicou que sarampo é uma doença viral transmissível fundamentalmente pela respiração, como a gripe. A doença é potencialmente grave e de alta transmissibilidade. “Para proteger-se, deve ser mantida uma distância de mais de um metro das pessoas com a doença, usar máscara cirúrgica quando a aproximação for inevitável, lavar as mãos muitas vezes é fundamental para evitar a contaminação. No entanto, a maior proteção para quem não teve a doença é a vacinação”, ressaltou o Departamento.

De acordo com a Saúde, a imunização é realizada na Sala de Vacina do Centro de Saúde Dr. Gabriel Mesquita e na Sala de Vacina do Posto de Saúde Dr. Edward Gabrioli, na Vila Polar. A atualização das carteiras de vacinação deve ser realizada pelas pessoas entre 15 a 29 anos incompletos, que deverão ter tomado duas doses de vacina e pessoas entre 30 a 49 anos incompletos, que deverão ter tomado uma dose da vacina. Foto: Reprodução Internet

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui