Atletas do taekwondo se destacam no Brasileiro 2019

0
2297
De vermelho, Ricardo Ramos luta contra seu adversário no torneio

O Super Campeonato Brasileiro de Taekwondo 2019, sediado na Arena Carioca, no Rio de Janeiro (RJ), reuniu os melhores atletas do Brasil entre os dias 14 e 18 de agosto. A Equipe Hwarang-do Taekwondo de Vargem Grande do Sul, do mestre Carlos Xavier, foi representada pelos atletas Ricardo Ramos, na categoria máster até 80 kg, Luísa Ranzani, que lutou na categoria cadete até 51 kg, Larissa Pirola, na categoria sub 21 até 73 kg, João Gabriel Radaeli, que competiu na categoria juvenil até 75 kg, e João Pedro Ilídio, que competiu na categoria juvenil até 45 kg. Os cinco atletas vargengrandenses compuseram a Seleção Paulista, campeã geral do Campeonato Brasileiro. A Prefeitura Municipal ajudou a equipe com transporte até o aeroporto na ida e volta.

Os lutadores Luísa e Ricardo conquistaram o campeonato brasileiro em suas categorias e trouxeram para casa suas medalhas de ouro. Com isso, os dois se classificaram para o Grand Slam, evento nacional como o Campeonato Brasileiro, que dá vaga para a Seleção Brasileira de Taekwondo. Os campeões do Grand Slam, que acontecerá em 2020, entram para a Seleção Brasileira de Taekwondo. A tetracampeã brasileira, Larissa Pirola, ficou em terceiro lugar e subiu ao pódio com a medalha de bronze.

O mestre Carlos Xavier integrou a delegação técnica da Seleção Paulista de Taekwondo e comentou a colocação de São Paulo no campeonato. “Cada categoria tinha dois ou três técnicos e eu fui um deles na categoria infantil, sendo dos meus alunos também. Passei cinco dias de terno no sol do Rio, mas foi muito legal e valeu muito a pena”, comentou. “Os cinco atletas de Vargem compuseram a Seleção Paulista de Taekwondo. O estado de São Paulo foi o campeão geral do Campeonato Brasileiro, então nós colaboramos com esse resultado” falou.

Como mestre dos atletas, Carlos avaliou o desempenho dos cinco lutadores da equipe à Gazeta. “A Luísa foi campeã e esse foi o 4º Campeonato Brasileiro dela. No primeiro ano ela foi campeã, no segundo ela foi vice, no terceiro ficou em quarto lugar e esse ano voltou a ser campeã brasileira de taekwondo, agora como bicampeã. Ela lutou muito bem, corrigiu os detalhes que errou na primeira luta e depois foi superior em todas as outras. Mesmo sendo muito difíceis e acirradas, ela mostrou superioridade e venceu todas as adversárias. Foi espetacular, foi resultado de muito trabalho e muita dedicação, pois essa menina vem treinando por muito tempo e muito forte, principalmente nesse ano”, comemorou.

“O segundo a ganhar medalha de ouro foi o Ricardo, que é professor da equipe e tem um projeto social em parceria com a prefeitura, onde dá aula voluntariamente e sem cobrar nada para aproximadamente 50 alunos no Clube XXI de Abril”, disse. “Ele foi muito bem, ganhou quatro lutas, foi muito técnico. Falar sobre e ganhar um campeonato brasileiro é muito difícil, pois são os campeões de cada estado. Nesse ano pôde entrar o vice-campeão de cada estado também. Ele teve um resultado muito bom, não teve nenhuma luta fácil e conseguiu superar seus adversários”, avaliou.

A atleta Larissa ganhou a medalha de bronze e também subiu ao pódio. Carlos explicou que ter perdido a primeira luta para a campeã da categoria a puxou para o terceiro lugar. “No caso da Larissa Pirola, havia quatro atletas na chave e ela ficou em terceiro por ter perdido a primeira luta para a campeã da categoria, o que a fez ser puxada para o terceiro lugar”, lamentou.

Essa foi a primeira competição a nível nacional dos atletas João Pedro e João Gabriel. O mestre contou que ambos superaram suas expectativas. “O João Pedro e o João Gabriel conquistaram a faixa preta no exame do final do ano passado e a pegaram esse ano, então eles estão bem no comecinho da categoria. São bem inexperientes, já que nunca haviam participado de um evento nacional. O máximo que haviam participado foi o Campeonato Paulista, onde o João Gabriel foi campeão e o João Pedro, vice”, explicou.

“Os dois foram muito bem, venceram suas primeiras lutas, que foram muito difíceis, mas foram derrotados na segunda por atletas que foram os campeões das categorias, então ambos perderam para o melhor da categoria. Por ter sido o primeiro evento, foi muito bom e eles superaram minhas expectativas como técnico, eu acreditava que, talvez, não passassem nem da primeira luta e foram lá e mandaram muito bem, foram muito bem nas lutas e foi bem legal”, celebrou.

Luísa Ranzani

Ouro em sua categoria, Luísa Ranzani comentou como foram suas lutas. “Foram quatro lutas difíceis com as melhores atletas de cada estado, mas estava preparada para isso pela qualidade e constância dos treinos”, disse. “Para mim, o resultado é consequência de tudo isso. Fico contente em saber que todo o esforço com a preparação para o Campeonato e a dieta regrada tiveram o resultado esperado”, avaliou.
A campeã brasileira contou sobre seu próximo objetivo. “Meu próximo desafio é a seletiva para integrar a seleção brasileira de 2020 que é também meu objetivo. Para isso terei de intensificar, ainda mais, minha rotina de treinamentos com o apoio do meu mestre Carlos Xavier, que é o responsável pela minha preparação desde o início da carreira”, completou a atleta.

Ricardo Ramos

Ricardo Ramos comentou a conquista sua e de sua equipe. “Meu desempenho veio através de muito trabalho junto da equipe Hwarang-do com os treinamentos e muita dedicação, persistência, me mantendo em foco no dia a dia, colocar todo trabalho em prática e realizar uma ótima competição. Dei o meu melhor e após quatro lutas muito difíceis, acabei me consagrando Campeão Brasileiro de 2019”, comemorou Ricardo. “Tivemos um ótimo desempenho nesse Super Campeonato Brasileiro, com cinco atletas classificados tivemos três medalhas, sendo duas de ouro e uma de bronze. A Equipe está de parabéns um ajudando ao outro e sempre motivando isso sim e um espírito de equipe, não somos só uma equipe somos uma família”, disse. Para ele, a motivação do mestre Carlos Xavier foi essencial. “Com certeza essa medalha só veio pelo trabalho maravilhoso realizado pelo mestre Carlos Xavier, que sempre pensando nos seus alunos deu o seu melhor e assim ajudando nos treinamentos técnicos e táticos e nos manteve motivados a todo momento e acreditando dizendo que poderia chegar lá, e que nós conseguiríamos”, disse. “Agradeço a todos da equipe, alunos, amigos e familiares. Essa medalha é nossa”, disse. “Agradeço, em especial, a minha esposa que esteve sempre me apoiando nessa trajetória e me dando forças para continuar nessa caminhada, meu mestre Carlos Xavier por acreditar na gente até quando eu e os demais alunos não acreditávamos que poderíamos chegar ao lugar mais alto do pódio”.

Larissa Pirola

Uma semana antes do campeonato a atleta vargengrandense Larissa Pirola, que é tetracampeã brasileira, lesionou o joelho. Assim, ela considerou o campeonato como uma superação. “Eu avalio meu desempenho como bom, não ótimo. Fazia quatro anos que eu não perdia, e uma semana antes eu me lesionei treinando, mesmo assim decidi lutar. Já havia operado esse joelho, então digamos que ele estava ‘sensível’ a algumas coisas. Assim, avalio esse campeonato como uma superação”, declarou.

 

João Gabriel Radaeli

Esta foi a primeira vez de João Gabriel no campeonato. Ele ficou em quinto lugar e seu pai Carlos Renato de Paula e Silva, contou como foi seu desempenho. “Na primeira luta ele foi muito bem. Ele estava bem preparado, mas o seu último adversário era um pouco mais alto e bem rápido, era um atleta de nível nacional e acabou superando meu filho. O João ficou em quinto lugar, não trouxe uma medalha, mas ainda é um bom resultado pro seu primeiro campeonato brasileiro e também ganhou muita experiência. Agora é se preparar, pois foi seu primeiro campeonato deste nível. É necessário acertar o que não foi tão bom e se preparar para o próximo”, disse.

João Pedro Elídio

João Pedro participou do campeonato pela primeira vez e pretende superar todos os desafios. “Eu ganhei a primeira luta e a segunda eu perdi. É um campeonato muito difícil, mas vamos treinar aquilo em que eu errei para que no próximo eu tente ganhar”, comentou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui