Prefeitura leva Elektro à Justiça por lâmpadas de postes queimadas

0
780
Muitas ruas da cidade estavam sem iluminação

O número de lâmpadas queimadas dos postes de iluminação das ruas de Vargem Grande do Sul está muito alto, o que prejudica a segurança pública e provoca acidentes. De acordo com a Guarda Civil Municipal, há ruas e avenidas com até 50% das lâmpadas queimadas. Na última semana, vias do Centro da Cidade estavam completamente às escuras. Nos bairros também era possível encontrar diversos pontos sem iluminação.

O problema levou a prefeitura a acionar judicialmente a Elektro, concessionária responsável pela iluminação pública em Vargem. De acordo com o relatado pelo prefeito Amarildo Duzi Moraes (PSDB), independentemente da lâmpada do poste estar queimada ou não, a prefeitura ainda é obrigada a pagar a Elektro pela energia. “Entretanto, a Elektro só troca a lâmpada queimada se o consumidor interessado reclamar formalmente, o que fere no nosso entendimento o direito do consumidor, além de outros dispositivos legais”, ponderou Amarildo.

Assim, a prefeitura ingressou no dia 6 de setembro com uma ação contra a Elektro com o número 1001627-42.2019.8.26.0653 pleiteando que a concessionária promova a troca de lâmpadas de diversos pontos da cidade.

A juíza da 2ª Vara da Comarca de Vargem, Marina Silos de Araújo, deferiu a liminar solicitada pelo município. Na decisão, a magistrada determinou que a Elektro proceda a troca das lâmpadas queimadas ou conserte a rede elétrica que apresente problemas no prazo de 30 dias, sob pena de multa diária de R$ 1 mil.

Elektro

Questionada pela Gazeta sobre a ação e a liminar concedida, a Elektro informou apenas que realiza a manutenção da iluminação pública de Vargem Grande do Sul dentro do prazo regulado pela Aneel e reforçou a importância da população comunicar à concessionária sobre os possíveis pontos apagados na cidade, pelos canais de atendimento, como 0800 7010102.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui