Prefeitura concede reajuste de 2% no salário dos servidores públicos

0
497
Reunião aconteceu na terça-feira, dia 17

Prefeitura concede reajuste de 2% no salário dos servidores públicos

Segundo o sindicato, o aumento cairá na folha a partir de outubro deste ano

O projeto de lei que concede reajuste salarial aos servidores públicos municipais foi enviado à Câmara Municipal de Vargem Grande do Sul, na quarta-feira, dia 18. O projeto prevê a concessão de 2% de reajuste acima da inflação no período, com o objetivo de recompor perdas de 2017, quando não foi possível aplicar ao salário dos servidores a recomposição da inflação.

De acordo com o prefeito Amarildo Duzi Moraes (PSDB), com o reajuste de 2%, considerando o primeiro mandato e estes três anos do segundo mandato, o saldo positivo de ganho real dos servidores é de 7,89%.

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (SSPM), Edson Bovo, se reuniu na terça-feira, dia 17, com o prefeito Amarildo para tratar sobre o aumento da inflação no salário dos servidores públicos e aumento no auxílio alimentação. Na ocasião, o prefeito atendeu parte da reivindicação do Sindicato.

Na data base da categoria, em março, foi concedido o reajuste a 3,89%, com base na inflação do período. Os servidores pediam o aumento no auxílio alimentação no valor de R$ 100,00, a reposição da inflação e um ganho real. Após envios de requerimentos por parte dos vereadores e do presidente do Sindicato, ficou acertado o reajuste salarial de mais 2% a partir de outubro deste ano.

Outra reivindicação dos servidores é o aumento do auxílio alimentação, que não é revisto desde 2016. O SSPM colocou na pauta de reivindicações em março o aumento de R$ 300,00 para R$ 400,00. Na época, o prefeito Amarildo não concedeu o pedido, mas se comprometeu a estudar o caso após o parcelamento dos precatórios judiciais que a prefeitura deve pagar.

O parcelamento ocorreu em junho e até o momento, o Executivo ainda não elaborou a proposta de reajuste do auxílio. O SSPM continua solicitando o reajuste no auxílio. Segundo o informado, o aumento no auxílio alimentação ainda está em estudo.

O presidente Edson comentou que a reivindicação do Sindicato foi devido à resposta do prefeito Amarildo, quando na negociação da data base de março de 2019. Ao conceder o reajuste no salário dos servidores somente da inflação, o prefeito respondeu que estava tentando parcelar um precatório de valor muito alto e assim que se fosse concretizado, estudaria um aumento de ganho real em cima da inflação, que foi de 3,89%.  Além disso, Edson contou que o Sindicato no mesmo ofício solicitou aumento de R$ 100,00 no Auxilio Alimentação, que se encontra ainda em estudos.

Em relação ao ano de 2017, onde o Prefeito Amarildo não concedeu reajuste algum nos salários dos servidores, o Sindicato entrou com ação na Justiça e está aguardando a decisão final.

Edson agradeceu a atenção do prefeito pelo reajuste de 2% concedido. “Somado a inflação do período aquisitivo de nossa data base, de 3,89%, perfaz um total de 5,89%, lembrando que no reajuste do ano que vem, vai somar-se este 2% a mais é uma vitória, pois em pesquisa a municípios vizinhos os reajustes foram menores, mas continuaremos lutando para melhorar a vida dos servidores, quem sabe em breve aumento no auxílio alimentação, que continuaremos cobrando insistentemente”, disse.

“Queria agradecer também os senhores vereadores e principalmente o vereador Paulinho da Prefeitura (PSB), que sempre esteve à frente na Câmara lutando por melhores salários aos servidores. Para finalizar gostaria de agradecer o apoio dos servidores que entendem a luta do Sindicato em prol dos Servidores e que estamos a disposição para atendê-los”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui