Vargem planeja ações de prevenção contra a dengue

0
478
Mutirão recolheu entulho e possíveis criadouros do mosquito aedes aegypti, que transmite dengue, zica e chikungunya. Foto: Arquivo Pessoal

Há algumas semanas, municípios vizinhos como São João da Boa Vista e São José do Rio Pardo, estão realizando ações de prevenção contra o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue. Essas ações são resultado do levantamento do Índice de Breteau, que mede o nível de infestação deste mosquito dentro das residências.

A Gazeta de Vargem Grande contatou a Prefeitura Municipal para saber se o levantamento deste índice já foi feito e quais serão as ações preventivas na cidade contra a doença. O Departamento de Saúde informou que juntamente com a Vigilância Sanitária está fazendo o levantamento da Avaliação de Densidade Larvária (ADL) durante o mês de outubro, para ajudar no reconhecimento de áreas mais afetadas.

Segundo o informado, também já foi agendada uma reunião no gabinete para próxima semana com a presença do Departamento de Saúde, Vigilância Sanitária e outros Departamentos envolvidos para definir ações prioritárias para este ano de 2019 e também para 2020.

Casos e ações

De acordo com a prefeitura, no segundo semestre de 2019 foram notificados 32 pessoas com suspeitas de dengue, e destes, 16 casos eram positivos.

A Saúde lembrou que neste ano já foram realizados dois mutirões da dengue, no mês de janeiro e abril, fazendo vistoria nas residências, orientações e recolhimento de materiais inservíveis, possíveis criadouros do mosquito. “Os agentes comunitários e os agentes de combate às endemias realizam o trabalho preventivo periodicamente no Município através das visitas domiciliares, inspeção nas residências e orientação aos moradores de como eliminar os focos do mosquito”, disse.

Outras soluções

Conforme o informado pelo Departamento de Saúde, os agentes também receberam treinamento realizado pela Superintendência de Controle de Endemias (Sucen) para utilização do programa SISAMOB, que serve para registro das informações de controle de vetores e no combate a dengue. Com os tablets adquiridos recentemente, todo o serviço realizado com as arboviroses serão feitos digitalmente, mantendo o banco de dados atualizados diariamente.

Também já está sendo realizado o recadastramento de todos os imóveis do município, os classificando de acordo com sua urgência e estado, ajudando no combate aos focos da dengue com mais eficácia.

A prefeitura destacou que além do trabalho realizado por toda a equipe do Departamento de Saúde, é importante a conscientização da população para que mantenham suas residências livres de possíveis criadouros e focos do mosquito da dengue.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui