Mais de 50 crianças recebem óculos do Programa Ver e Viver

0
1061

Mais de 50 crianças ganharam a oportunidade de enxergar melhor o mundo na última quinta-feira, dia 6, quando receberam os óculos do Programa Ver e Viver, uma iniciativa da empresa Morandin Industrial e Comercial Ltda, em parceria com a ArcelorMittal, prefeitura e Hospital Regional de Divinolândia (Conderg).

Neste ano, foram avaliados 474 alunos da rede municipal de ensino. Deste total, 143 crianças apresentaram problemas oftalmológicos e foram encaminhadas para consultas no Conderg. Após a avaliação médica, 57 tiveram confirmada a necessidade do uso das lentes. A empresa Morandin arcou com os custos das consultas e óculos, e a prefeitura apoiou com os profissionais, transporte para crianças e responsáveis.

Nesta edição, foram realizados testes de acuidade visual nos alunos dos primeiros anos do Ensino Fundamental, aplicados por profissionais da Educação que passaram por treinamento oferecido pela Fundação ArcelorMittal.

Entrega

A entrega dos óculos foi realizada no Salão Fazzendo Art’s e reuniu cerca de 300 pessoas entre alunos, pais, professores, empresários, representantes de entidades, autoridades e a família do empresário José Luís Morandin, que trouxe o programa para Vargem Grande do Sul.

Compuseram a mesa principal, o prefeito Amarildo Duzi Moraes (PSDB), José Luís Morandin e Henrique Coracini Morandin, diretores e proprietários da Morandin Industrial e Comercial Ltda. Também estava presente, Paulo Roberto Oriboni, executivo da ArcelorMittal; o presidente da Câmara, Felipe Gadiani (MDB); a coordenadora do Conderg, Rita de Cássia Peres Teixeira Zanata e a diretora de Educação, Renata Regina Taú e a diretora de Saúde, Maria Helena Zan.

Os vereadores Serginho da Farmácia (PSDB), Canarinho (PSDB), Célio Santa Maria (PSB), Guilherme Nicolau (MDB), Laércio Anacleto (PPS) e Wilsinho Fermoselli (DEM) também prestigiaram a solenidade. O mestre de cerimônia foi o chefe de gabinete, Celso Henrique Bruno e o empresário José Luiz Morandin presidiu o evento.

O projeto

José Luís destacou a satisfação em desenvolver o projeto em Vargem, lembrando a importância da detecção precoce de problemas de visão nas crianças, tanto na qualidade de vida, quanto no desenvolvimento escolar. Ele ponderou que uma criança que não enxerga bem, pode perder o gosto por estudar e pela escola, deixando de desenvolver plenamente sua capacidade.

O empresário ainda afirmou que a realização do Ver e Viver em Vargem só foi possível pela parceria com a Fundação ArcelorMital e pelo engajamento da Prefeitura e Câmara e suporte do Conderg, além da adesão dos professores e das famílias dos alunos. Comentou que também teve o apoio fundamental de sua família, presente ao evento.

Já Paulo Roberto Oriboni, da ArcelorMittal informou que, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, existem 36 milhões de pessoas cegas no mundo e 217 milhões com deficiência visual, além de 60 milhões com catarata. Destacou ainda que a principal causa de muitas cegueiras é a falta de óculos e que as pessoas enfrentam dois obstáculos para conseguir às lentes: falta de acesso a uma consulta e falta de acesso aos óculos.

Assim, ele destacou que o Programa Ver e Viver enfrenta justamente esses problemas. “Vejam a importância do projeto. Possibilita ultrapassar esses dois obstáculos” afirmou, exaltando o papel da Morandin Industrial e Comercial, com apoio da prefeitura e Conderg.

O presidente da Câmara, Felipe Gadiani, parabenizou as empresas Morandin e ArcelorMittal, e a prefeitura pelo trabalho realizado através do programa.

Em seu pronunciamento, Amarildo falou da importância do programa Ver e Viver, destacou a diferença que faz na vida escolar de um aluno ter detectado um problema de visão e corrigí-lo ainda cedo. Agradeceu a empresa Morandin pela realização do projeto e por custear o valor das consultas e óculos, destacou a família Morandin que há muitos anos contribui para o progresso de Vargem e atua nas causas sociais. Parabenizou a Fundação ArcelorMittal pelo desenvolvimento de programas como este e da importância do projeto para as crianças. Agradeceu aos professores, diretores e coordenadores da rede municipal da Educação; equipe de saúde e a coordenadora do Conderg, Rita Zanata pela dedicação com a qual realizaram o programa Ver e Viver e falou especialmente às crianças e aos pais, da oportunidade que tiveram e agradeceu a confiança dos pais, apoiando e acompanhando os filhos em todas as fases do programa.

Alunos

Cada escola municipal foi representada por um aluno que recebeu seus óculos dos realizadores e apoiadores do programa. Enzo Gabriel da Silva Martins, da Escola Francisco Ribeiro Carril, foi o primeiro a receber seus óculos. Em seguida, as irmãs Dainy e Jhennifer Mesquita, da Escola Antônio Coury foram presenteadas.

Representou a escola Nair Bolonha o aluno João Pedro Carvalho e a Escola Mário Beni o garotinho Deryck Felipe de Barros Novaes. A aluna Ana Elisa Carnaroli Melo representou a escola Professor Henrique de Brito Novaes e Maria Fernanda Franchi, a escola Professora Darci Troncoso Peres de Carvalho. Por fim, Manuela Custódio representou a escola Padre Donizetti.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui