Grupo de teatro do Benjamin apresentou peça “O Rei Leão”

0
810

Os alunos da Escola Estadual Benjamin Bastos apresentaram o teatro do filme infantil “O Rei Leão” para os estudantes da manhã e da tarde, no dia 20. A apresentação foi realizada pelo grupo de teatro da escola, intitulado como Despert´Arte, composto por alunos do 7º ao 9º ano.

A peça teatral foi dirigida pelo professor voluntário Willian Rabello e diversos alunos participaram da releitura do conto, que levou os colegas e professores à África.

Os alunos do 7º A participaram em peso: Jean Carvalho se apresentou como o Simba, Lara Carvalho interpretou a Nala, Stefany Marcelino fez o Zazu, Luis Felipe Fioreti fez o Mufasa, Eduardo Morgado e as gêmeas Maria Victória e Maria Fernanda Expósito interpretaram as hienas e Miguel Iralá apresentou o Timão.

Alunos do 7º C também participaram: Sabrina Ribeiro representou Rafiki, Rafael Botacini fez o Pumba e Bianca Sabiá interpretou Sarabi. O professor e diretor da peça Willian Rabello interpretou o vilão Scar.

Além dos atores da peça, outros alunos não mediram esforços para ajudar no sucesso da apresentação. Os alunos do 8º B Breno Matheo, Giulia Rocha, Barbara Mazeto, Marina Otero, Matheus França, Lucas Menossi, Vitor Antônio e Miguel Musto participaram de toda a produção e montagem do cenário. Camila Ribeiro do 9º B e Diogo Murarole do 9º D comandaram o som da peça. A maquiagem dos atores ficou por conta de Giulia Sabiá do 9º C. O texto da apresentação foi adaptado pelo aluno do 9º A Mateus Pena.

O diretor da peça, professor Willian, agradeceu a todos os alunos que participaram e apoiaram na apresentação, ao amigo e também voluntário Ruan Bortoluci, a professora Adriana Casagrande, a equipe gestora e a Sala de Leitura da escola, que colaborou com o trabalho.

Despert’Arte

Os alunos fazem parte do grupo Despert´Arte, que é o grupo de teatro da escola. Segundo o diretor da peça Willian, o grupo existe há quatro anos e começou com o objetivo de trazer a cultura do teatro para a vivência dos alunos.

A primeira peça apresentada foi “O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá”, do autor baiano Jorge Amado. Essa peça foi apresentada em um concurso em São João da Boa Vista em 2017 e venceu diversas categorias.

Willian contou que perceberam que as expectativas estavam sendo alcançadas devido a procura de alunos querendo participar de peças e, assim, montaram a encenação “Aladdin”.

Segundo o professor, a peça foi muito bem recebida pelos alunos, sendo apresentada em escolas municipais e tema apresentado na Festa das Nações de 2018, com base no Musical Aladdin, que estreou em 2011.

Essas atividades, segundo Willian, abriram caminhos para esse trabalho atual, onde buscaram inspiração na atual versão do filme em estilo live-action.

O professor e diretor contou que devido ao interesse e a participação dos alunos, o grupo já está com projetos para o próximo ano. Ele explicou ainda como realizam o trabalho e como isso colabora com o desenvolvimento dos alunos.

De acordo com Willian, várias disciplinas foram englobadas no teatro, pois há conteúdos que eles estão aprendendo. “Todo o nosso trabalho é feito de maneira coletiva, onde temos o apoio da Equipe Gestora e dos professores que desenvolvem seus conteúdos e habilidades durante as aulas. Nós retomamos os conteúdos que eles aprendem e estão aprendendo de uma forma lúdica nas atividades do teatro, onde eles conseguem explorar esses conteúdos, mas principalmente a questão da leitura e interpretação de texto, expressão facial e corporal e como tudo isso esta relacionado ao dia a dia deles”, comentou Willian.

Segundo ele, todo trabalho começa como uma semente bem pequena e aos poucos vai crescendo e tomando forma. “Nesse espaço de tempo os alunos buscam maneiras para compor os seus personagens, vão buscando ideias para fantasias e cenário e vamos conversando, onde cada um contribui de uma forma”, disse.

“Isso enriquece o trabalho e eles se sentem parte de tudo aquilo. Essa forma de trabalhar aumenta o interesse deles na atividade, buscamos fazer o melhor, com aquilo que temos e como nos fala a coordenadora Paula Dutra Sati: fazemos muito com o pouco, mas aquilo que fazemos com amor engrandece o trabalho”, completou.

Sinopse

Essa peça faz o público viajar para as terras do reino, na África, onde um leão chamado Mufasa comanda os animais como seu rei, e o nascimento de seu filho Simba, cria inveja e ressentimento em Scar, irmão de Mufasa.

Por artimanha de Scar, Simba foge e Scar se autoproclama rei de um reinado nada satisfatório aos animais da Pedra do Reino.  Com a ajuda de uma curiosa dupla de novos amigos, Simba terá que aprender a crescer e descobrir como recuperar o que é dele por direito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui