Câmara aprova empréstimo de R$ 3,4 milhões para água

0
537

Na sessão realizada no dia 2 de dezembro, os vereadores aprovaram por unanimidade um financiamento em nome da Prefeitura Municipal, cuja verba será destinada ao Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAE) do município no valor de até R$ 3.452.000,00, na linha de crédito do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa) junto à Caixa Econômica Federal.

A prefeitura terá um prazo de carência de dois anos para iniciar o pagamento e a amortização será em 96 meses, totalizando o empréstimo em 120 meses para ser quitado, ou seja, em dez anos. Os juros são de 5,70%, mais 100% do CDI ao ano. O SAE ressarcirá mensalmente à prefeitura o valor total das parcelas. A Caixa terá como garantia os repasses que são feitos ao município pelo governo federal através do Fundo de Participação do Município (FPM).

Na justificativa que enviou aos vereadores para aprovação da lei, o prefeito Amarildo Duzi Moraes (PSDB) informou que só para ter uma melhor eficiência na distribuição de água em Vargem Grande do Sul, seriam necessários investir de imediato R$ 10 milhões em redes de adutoras e reservatórios e cerca de R$ 12 milhões na construção de tubulações nas ruas do centro e dos bairros mais antigos da cidade.

A situação da água que é servida à população da cidade é preocupante e segundo informa o prefeito, seriam necessários R$ 30 milhões de investimentos hoje, para dar um salto de qualidade no sistema de tratamento, armazenamento e distribuição da água e mais R$ 30 milhões nos próximos dez anos, isso só de investimentos, sem falar na manutenção diária do sistema.

Novos reservatórios

Com o empréstimo, o prefeito pretende construir cinco reservatórios de água na cidade, sendo um no Jardim Paulista, outro no Jardim Pacaembu, no Paracatu, no Clube XXI de Abril e outro no Poliesportivo da Santa Terezinha. Não foi dito a capacidade destes reservatórios. Também está previsto com este dinheiro, a construção de uma nova adutora ligando o reservatório do Jardim Paulista ao Jardim Canaã, passando pela Cohab I;  a construção de outra adutora ligando a caixa d’água do Paracatu, saída da Vila Velha, passando pelo Clube XXI de Abril, chegando até o final do Jardim Fortaleza, nas proximidades da Escola Flávio Iared que está sendo construída pela prefeitura.

Explicou Amarildo aos vereadores que o empréstimo tem por objetivo ainda a aquisição de bombas e equipamentos necessários para colocar em funcionamento todas as adutoras e reservatórios da cidade. Ele disse que também está em negociação com os donos de loteamentos da cidade para que estes possam colaborar em parte com os investimentos que pretende fazer.

Segundo o prefeito, os projetos tanto das adutoras como dos reservatórios estão em fase de elaboração e ele acredita que serão necessários mais uns trinta dias para que o engenheiro contratado conclua os projetos. Afirmou que os locais estão definidos, faltando apenas detalhes técnicos como determinar a vazão, altura, pressão, tamanho das bombas, etc. Embora a Câmara tenha aprovado o projeto, salientou o prefeito que o mesmo vai passar novamente por análise da Caixa Federal e da Secretaria do Tesouro Nacional, o que significa que ainda não está garantida a vinda do recurso aprovado pelos vereadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui