Religião

0
623
Depois de muitos anos à frente da Paróquia São Joaquim, padre Adilson irá para Mococa

Padre Adilson é transferido para Mococa

O ano de 2019 continuou com as transferências de antigos sacerdotes junto à Diocese de São João da Boa Vista pelo bispo diocesano Dom Vilar. No dia 8 de junho, uma das notícias publicadas na Gazeta de Vargem Grande, foi a saída do padre Adilson Donizeti Pimenta da Paróquia de São Joaquim, um dos mais queridos da cidade, que foi para a Paróquia de São Cristóvão, em Mococa. Em seu lugar, assumiu o padre Paulo Sérgio Fuliaro.Padre Adilson Donizete Pimenta é natural de Caconde e em 8 de dezembro de 1997 foi ordenado padre. De sua ordenação até antes de assumir a paróquia de São Joaquim em 1999, padre Adilson atuou como vigário paroquial na Igreja Matriz de Sant’Ana, ao lado do então padre Luiz Cipolini

Padre Donizetti é beatificado

A comunidade católica de Vargem Grande do Sul ficou em festa em 2019, com o anúncio que o Venerável Servo de Deus Padre Donizetti Tavares de Lima será beatificado.  A Paróquia de Sant’Ana foi uma das primeiras onde Padre Donizetti atuou. Ele tomou posse na cidade no dia 18 de abril de 1908 e marcou profundamente a vida do ainda pequeno município. Conforme biografia do santo padre publicada na edição do dia 13 de abril de 2019, ele provocou uma verdadeira revolução cultural no município, buscando oferecer acesso a música, cinema e até espetáculos de circo para toda a população vargengrandense. Defensor incansável dos mais pobres lutava para que todos tivessem oportunidades que antes eram exclusivas da elite da cidade. Ainda na área cultural, Padre Donizetti vinha de uma família que sempre incentivava a música e isso era facilmente constatado nos nomes de seus irmãos e até sobrinhos. O ex-deputado estadual e ex-secretário estadual da Educação, Chopin Tavares de Lima, sobrinho do padre, esteve em Vargem Grande do Sul na casa de políticos e acompanhou a inauguração da escola Municipal Padre Donizetti, na gestão do ex-prefeito Celso Ribeiro. A defesa dos direitos humanos, a luta pelos mais pobres, a dedicação pela universalização do acesso à cultura, aliado a uma personalidade carismática, fizeram do Padre Donizetti uma liderança muito forte à sua época. Muito antes dos milagres, o religioso já era seguido por muitos fiéis justamente por sua atuação. Vargem precisa aproveitar a romaria dos peregrinos que por aqui passam cumprindo o Caminho da Fé, passando pela Via Crucis, e mostrar que a cidade foi o berço desse trabalho pastoral que Padre Donizetti cultivou toda a vida. Visitas guiadas, exposição permanente de fotos e artigos para que os devotos conheçam mais sobre sua história. Mais do que as circunstâncias sobre sua saída de Vargem rumo a Tambaú, é preciso que seu exemplo seja mais pesquisado e difundido na cidade. No dia 23 de novembro, foi celebrada em Tambaú, a missa de beatificação do santo padre e contou com a presença de cerca de 20 mil pessoas. Centenas de devotos de Vargem Grande do Sul estiveram presentes na celebração.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui