SAE demora a dar satisfações aos consumidores

0
913
Água chegou escura e com mau cheiro nas casas da cidade. Foto: Reprodução Facebook

O final de semana foi de grande transtorno para os moradores de Vargem Grande do Sul, principalmente os que moram nas vilas e não têm como reservar grandes quantidades de água. A água que chegou nas casas estava com cor barrenta e um mau cheiro que provocou revolta nos consumidores.

Como acontece nos tempos atuais, de imediato o fato começou a repercutir nas redes sociais e com muitas críticas à gestão do SAE e também ao prefeito Amarildo Duzi Moraes (PSDB). Durante todo o sábado e também no domingo, as reclamações só fizeram aumentar e somente nesta segunda-feira, dia 17, o SAE finalmente deu uma explicação do que aconteceu aos consumidores, a pedido do prefeito.

Segundo o comunicado colocado na pagina do Facebook da prefeitura municipal por volta das 10h30, atendendo a pedido do prefeito, o SAE esclareceu “sobre o lamentável ocorrido com a água neste final de semana”, dizendo que o alto consumo de água que ocorreu no sábado, dia 15, houve um rebaixamento do nível no reservatório principal que se encontra na Estação de Tratamento por onde passa toda água tratada do município, chegando ao ponto onde estão depositadas partículas de decantação.

A reportagem da Gazeta de Vargem Grande apurou que na sexta-feira à noite, por volta das 23h, uma das duas bombas que retira água da barragem e abastece o tratamento de água queimou, ficando somente uma em operação, enquanto duas bombas tiravam água do sistema e abasteciam a rede. Este problema só foi equacionado na madrugada, por volta da 1h do sábado.

Com apenas uma bomba funcionando, o nível de água provavelmente chegou no limite e começou a levar a sujeira que fica no fundo do reservatório paras as redes, com água contendo resíduos podendo ser que daí o mau cheiro que todos os consumidores sentiram ao abrir as torneiras em suas casas.

Sobre este fato, o esclarecimento do SAE fala que: “Devido a um equívoco de operação, parte dessas partículas chegaram na rede de distribuição, causando o mau cheiro e a coloração turva na água de todos os bairros da cidade. Quando detectado o problema foi imediatamente corrigido, mas a regularização total da circulação da água na rede de distribuição demorou cerca de 24 horas, estando já normalizada em toda a cidade”.

No seu comunicado , o SAE afirma que a água que chegou aos bairros não causa mal à saúde e se desculpa pelos transtornos ocorridos aos moradores, dizendo que irá aperfeiçoar os protocolos de operação para que o fato não volte a ocorrer e pede a compreensão de todos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui