Delegacia de Vargem não tem mais plantão noturno

0
1560
Delegacia da Polícia Civil em Vargem Grande do Sul. Foto: Arquivo Gazeta

Desde o início do ano, Vargem Grande do Sul e cidades da região não contam mais com o plantão noturno da Delegacia de Polícia Civil. O plantão de Vargem também atendia São Sebastião da Grama e Divinolândia, mas desde o dia 2 de janeiro, as ocorrências que acontecem após o horário de expediente são registradas na Delegacia Seccional em São João da Boa Vista (SP).

 

Este plantão centralizado atende todos os municípios da sub-região da Delegacia Seccional em que Vargem faz parte, como São Sebastião da Grama, Divinolândia, Aguaí, Águas da Prata, Espírito Santo do Pinhal, Santo Antônio do Jardim, São João e Vargem.

O delegado seccional Paulo Cezar Junqueira Hadich, em entrevista à Gazeta de Vargem Grande, explicou que no dia 2 de janeiro foi implantado o plantão centralizado na sede da Delegacia Seccional em São João, com a finalidade de atender, todas as ocorrências que, em tese, estejam em situação de flagrante.

Ele informou que as demais ocorrências, registradas por populares, podem ser feitas através da Polícia Militar pelo atendimento e registro de ocorrências, que pode ser acionada através do telefone 190; pela internet, na Delegacia Eletrônica pelo link https://www.delegaciaeletronica.policiacivil.sp.gov.br/ssp-de-cidadao/home em algumas hipóteses, que estão previstas; junto à Guarda Civil Municipal; na própria Delegacia do município de segunda a sexta, das 7h às 19h; ou ainda, caso esta seja a preferência, no Plantão Centralizado de São João da Boa Vista.

Segundo o delegado seccional, a criação deste plantão centralizado foi uma necessidade para fortalecer ainda mais a atuação da Polícia Civil em sua maior função, que é a investigação.

“Sendo que, com a medida, todos os municípios da sub-região tiveram reforço em suas equipes de investigação, fazendo com que possamos aumentar os esclarecimentos de crimes, diminuindo suas ocorrências”, pontuou.

Hadich lembrou que embora o registro de uma ocorrência em tese delituosa pode ser feito de diversas maneiras, como citado anteriormente, porém, sua apuração, em razão de determinação constitucional, somente pode ser realizada pela Polícia Civil.

 

Contrapartida

Após anos com número escasso de profissionais da Polícia Civil em todo o estado, o governador João Doria nomeou 250 aprovados em concurso público para a carreira de delegado de polícia. As nomeações foram publicadas no Diário Oficial do Estado (DOE) do sábado, dia 1º.

A próxima etapa, de acordo com o governador, será a posse dos nomeados, que deve acontecer dentro de aproximadamente 15 dias. Em seguida, os novos policiais iniciarão o curso na Academia da Polícia Civil (Acadepol).

Após a formação, os alunos passarão por um período de estágio probatório e assim, os novos policiais serão designados para reforçar o efetivo das unidades da Polícia Civil de todo o Estado.

Segundo ele, atualmente, já estão em formação mais de 1,4 mil novos policiais civis, sendo 166 papiloscopistas, 109 auxiliares de papiloscopista, 239 agentes de telecomunicações, 312 agentes policiais e 617 escrivães.

Além disso, há concursos em andamento para preencher 600 vagas de investigadores da Polícia Civil. Com objetivo de programar a reposição do efetivo, a distribuição é feita após a formatura.

Leia mais:

Audiência Pública debateu fechamento do plantão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui