Moradores pedem fiscalização sobre quarentena

0
1296

Entre a quarta-feira e a quinta-feira desta semana, a reportagem da Gazeta de Vargem Grande foi acionada por moradores que comunicaram desrespeito às determinações de quarentena e do funcionamento dos estabelecimentos comerciais da cidade.
Uma das questões é a respeito das aglomerações em supermercados. De acordo com o relatado, dentro dos estabelecimentos não são respeitados as distâncias mínimas, o que tem provocado aglomerações.
A Gazeta constatou que em alguns dos mercados da cidade, há uma série de medidas adotadas, como a disponibilização de álcool em gel e a marcação de lugares em filas, para se respeitar o distanciamento entre os clientes. No entanto, muitas vezes são os próprios consumidores que não respeitam as orientações do Ministério da Saúde e causam as aglomerações.
Outra é com relação ao funcionamento de postos de combustíveis. O relatado é que o decreto municipal estabelece o atendimento ao público das 6h às 18h, mas alguns postos estão atendendo até às 20h.
Acionada pela Gazeta, a prefeitura respondeu que a regulação do comércio que está em vigor é o Decreto Estadual e não mais o Municipal. Nesse sentido, a fiscalização seria competência da Polícia Militar, mas a Guarda Civil Municipal também está colaborando com a fiscalização.
Sobre a aglomeração dentro dos supermercados, a prefeitura observou que se trata de responsabilidade dos proprietários, que devem controlar a entrada de pessoas para que não haja concentração no interior dos estabelecimentos, também deve ser realizado a higienização e disponibilizar álcool em gel, entre outros procedimentos. Caso ocorra fila na parte externa do supermercado, também cabe ao proprietário regulamentar a distância mínima entre as pessoas.
Referente aos postos de combustíveis, a prefeitura esclareceu que a regulamentação seguida também é do Decreto Estadual.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui