Vereador Wilsinho pede distribuição de merenda durante a quarentena

0
1192
Wilsinho pediu que prefeitura tomasse essa iniciativa. Foto: Gazeta

O vereador Wilsinho Fermoselli (DEM) questionou a prefeitura sobre a possibilidade de distribuição de merendas escolares para crianças da rede pública municipal durante este período de quarentena, quando as unidades permanecem fechadas, em um requerimento enviado ao prefeito Amarildo Duzi Moraes (PSDB).
Wilsinho lembrou que as escolas e creches da rede municipal estão paralisadas devido a pandemia do novo coronavírus (causador da covid-19) e que, com isso, muitas crianças deixaram de receber merenda escolar.
Ele observou que um grande número de crianças depende desta alimentação e que algumas prefeituras tem adotado uma medida de apoio aos alunos da rede diante a suspensão das aulas. A sugestão, de acordo com Wilsinho, é doar alimentos que fazem parte da merenda escolar a alunos de famílias carentes para reduzir o impacto do período sem aulas.
O vereador pediu um posicionamento do prefeito Amarildo Duzi Moraes (PSDB) em relação às crianças que dependem da alimentação e à criação de medidas para que o procedimento de entrega de cestas seja adotado em Vargem.
Wilsinho pontuou ainda que há cidades que estão fazendo a merenda para as crianças e entregando durante a semana nas creches e escolas em marmitex, para evitar aglomeração. Segundo ele, essa é uma medida que também é importante ser adotada em Vargem para as crianças que dependem dessas refeições, não fiquem sem alimentos, uma vez que a situação de muitos pais, segundo o vereador, se agravou.
A Gazeta de Vargem Grande contatou a prefeitura para saber se algo será feito neste sentido no município. No entanto, até o fechamento desta edição, não obteve retorno.

Em São João

Os alunos devidamente matriculados nas 34 escolas da rede pública municipal de São João da Boa Vista, que dependem da alimentação diária fornecida pela Prefeitura, de acordo com o jornal O Município, poderão retirar marmitas a partir de segunda-feira, dia 27, das 10h às 12h, nas unidades escolares.
Para receber a refeição, será necessário o preenchimento de um cadastro na escola. Com adesão aos critérios de higiene, a retirada das marmitas, segundo o jornal, poderá ser feita por apenas uma pessoa da família, que deverá usar máscara de proteção e respeitar o distanciamento de um metro, a fim de reduzir riscos de avanço do novo coronavírus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui