34 pessoas já contraíram covid-19 em Vargem; número de curados chega a 28

0
1528

O número de casos confirmados de covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, em Vargem Grande do Sul continua a aumentar. Desde o início da pandemia, 34 pessoas já contraíram a doença. Desse total, 28 já se recuperaram.
Seis pessoas ainda aguardam o resultado de exames colhidos e 22 seguem sendo monitoradas pelas equipes de Saúde do município em suas casas.

 

Reabertura

Apesar do número crescente de casos, Vargem Grande do Sul se encontra na fase 2 da reabertura da quarentena imposta em todo estado de São Paulo. Nesse estágio, a cidade já pode reabrir comércio e escritórios, por exemplo, seguindo uma série de medidas de prevenção ao vírus, como limitação do acesso aos estabelecimentos, redução do número máximo de clientes dentro do mesmo local, além de desinfecção constante, distanciamento mínimo entre os clientes e uso de máscaras.
A reabertura do comércio e também a preparação para a retomada de cultos seguem dois decretos publicados nos últimos dias no Jornal Oficial do Município.
Na última sexta-feira, dia 5, foi publicado o Decreto nº 5.060 que estabelece diretrizes para flexibilização da quarentena, considerando que o município está inserido na fase 2- Laranja do Plano São Paulo, instituído pelo Decreto Estadual nº 64.994, de 28 de maio de 2020, e, o Decreto nº 5.063 que dispõe sobre o funcionamento de igrejas e templos religiosos.
Pelos documentos assinados pelo prefeito Amarildo Duzi Moaraes (PSDB) fica autorizada a retomada gradual do atendimento presencial ao público de alguns serviços e atividades não essenciais, e funcionamento de igrejas e templos religiosos. Segundo ressaltou a prefeitura, a flexibilização depende da colaboração de todos os vargengrandeses, pois poderão ser revogadas a qualquer tempo, diante do crescimento da taxa de transmissibilidade com impacto na rede de atenção à saúde.

 

Condições

Como condição para reiniciarem suas atividades os estabelecimentos e igrejas deverão seguir algumas diretrizes como adoção de medidas rígidas de limpeza do ambiente e higienização frequente das superfícies; distanciamento social no mínimo de 2 metros; controle de acesso aos locais; orientações visíveis; distribuição de senhas; uso obrigatório de máscara; não permanência dos grupos de risco; disponibilização de álcool gel 70%, fixar cartazes informativos e educativos sobre a prevenção do COVID-19; diferenciar local de entrada e saída entre outras medidas de prevenção estabelecidas pelos decretos.

 

Veja aqui todos os decretos editados pela prefeitura com relação à pandemia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui