Gazeta de Vargem Grande: nº 2.000

0
348

O sucesso de um jornal pode ser medido pela ótica econômica. Nesse sentido, além de ser rentável, o mais importante é ter sua independência financeira. Ao não ser patrocinado por grupo político ou por um único grupo econômico, o jornal pode ser livre para divulgar qualquer notícia, apurar qualquer informação, uma vez que não tem o famoso “rabo preso”.
Também pode ser avaliado pela qualidade das reportagens que noticia. Nesse quesito, o mais importante é a ética jornalística, o cuidado com a checagem da informação, o espaço dado à pluralidade de vozes e a maneira como leva ao leitor o texto elaborado pela equipe.
Nesses dois pontos, a Gazeta de Vargem Grande chega à sua edição de número dois mil com a sensação de que tem desempenhado um bom trabalho. Afinal, desde setembro de 1981, quando circulou sua edição número zero, buscou sua independência econômica e sempre seguiu como referência entre as empresas da cidade no momento de anunciar suas novidades, promoções e apoiar momentos importantes do cotidiano de Vargem, como os que são abordados nas edições especiais deste semanário, como o Dia das Mães, Romaria dos Cavaleiros de Sant’Ana, Aniversário da Cidade e Natal, por exemplo.
A qualidade das reportagens também é uma busca constante da equipe do jornal, que sempre contou com profissionais dedicados ao longo de suas quase quatro décadas de existência. Nas páginas da Gazeta passaram uma parte importante da história da cidade e todos os eventos retratados receberam o mesmo zelo na apuração dos fatos.
Porém, há ainda uma terceira maneira de se medir o sucesso de um jornal: o carinho que a cidade tem por ele. Neste quesito, a Gazeta de Vargem Grande é um sucesso e tanto. Desde 1981, já circularam pela cidade inúmeros outros jornais, mas a Gazeta foi o único que se manteve relevante. E isso graças à fidelidade do leitor, que procura as notícias aqui publicadas para se manter informado de fatos políticos, do esporte, das ações da polícia, aniversários e casamentos, enfim, o que aconteceu de mais relevante na cidade durante a semana.
É esse mesmo leitor que além de fazer o sucesso da versão impressa da Gazeta, também mantém em alta a audiência do jornal em suas redes sociais, lendo, comentando e compartilhando as notícias divulgadas no site e em sua página no Facebook.
Com a democratização dos meios on-line, o futuro do jornal impresso é sempre colocado em discussão. Haverá num mundo cada vez mais digitalizado, espaço para papel e tinta? A equipe da Gazeta acredita que sim. O modelo deverá se adaptar, mas enquanto houver independência econômica, qualidade na reportagem e carinho da comunidade, a Gazeta seguirá chegando em sua versão impressa a muitos lares de Vargem Grande do Sul. Afinal, para a edição 3 mil, faltam apenas 20 anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui