Painel

0
451

R$ 130 milhões
A Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2021 foi publicada nesta semana no Jornal Oficial do Município. De acordo com a LDO, o próximo prefeito terá um orçamento previsto de R$ 130 milhões para tocar a cidade no ano que vem.

Romaria 2020
A não realização da Romaria dos Cavaleiros de Sant’Ana neste ano não deve ter sido uma decisão fácil de tomar. Prefeitura, Comissão Organizadora, comunidade católica, enfim, são muitos os envolvidos, sem falar na população da cidade e a região que esperam este momento de louvar a Padroeira Sant’Ana.

Medida necessária
Mas um evento desse porte, que reúne milhares de cavaleiros, sendo centenas de outros municípios, gera aglomeração. E por mais que sejam adotadas medidas de prevenção, dificilmente seria possível garantir a segurança de todos em relação ao covid 19.

Calendário de Eventos
Tão logo termina a Romaria, a prefeitura inicia os preparativos para os festejos do aniversário da cidade. Vargem Grande do Sul irá completar 146 anos no dia 26 de setembro. A programação inclui shows, desfile cívico e militar, entre outras atividades e certamente deverá ser repensada para este ano.

Recursos
O deputado estadual Daniel Soares (DEM) destinou emenda parlamentar, no valor de R$ 200 mil, para a cidade de Vargem Grande do Sul. Por meio de emendas destinadas à saúde, o deputado espera contribuir com as cidades paulistas no enfrentamento do Coronavírus (Covid-19). “Nosso mandato é pautado pelo apoio aos municípios paulistas. E, nesse momento de pandemia, nossos esforços se somam aos dos prefeitos”.

Eleições 2020
Previsto para 4 de outubro, o primeiro turno das eleições municipais pode ser adiado. Já foi aprovada pelo Senado a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para que o primeiro turno seja no dia 15 de novembro e o segundo, em municípios onde for necessário, no dia 29 de novembro. O adiamento seria uma medida para minimizar o risco de contágio da covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus.

Propostas
No entanto, a PEC ainda precisa de aprovação da Câmara dos Deputados, onde até esta semana, não havia consenso estabelecido. Alguns deputados são favoráveis às novas datas, outros preferem manter o calendário atual. Há ainda deputados que defendem adiar as eleições para 2022, com a prorrogação dos atuais mandatos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui