Cirurgias eletivas no Conderg foram retomadas

0
420
Sede do Conderg, em Divinolândia

As cirurgias eletivas realizadas no Consórcio de Desenvolvimento da Região de Governo de São João da Boa Vista (Conderg), em Divinolândia, foram retomadas de maneira gradual. As cirurgias dos pacientes de Vargem Grande do Sul são pagas pela prefeitura, por meio de uma parceria.
Essas operações haviam sido suspensas devido a pandemia do novo coronavírus (covid-19). Segundo o prefeito Amarildo Duzi Moraes (PSDB), em uma publicação em sua página da rede social Facebook, as cirurgias eletivas foram reiniciadas, ainda que em ritmo mais lento que de costume para que não haja problemas com relação à contaminação do vírus.
No entanto, de acordo com o prefeito, muitas pessoas foram chamadas para a avaliação pré-cirúrgica e, principalmente, para cirurgias, e algumas não compareceram. “Peço a colaboração das pessoas, porque essas cirurgias que estão sendo feitas, são pagas pela prefeitura, não é da cota SUS, então a prefeitura banca”, explicou.
“E, então, quando a pessoa é chamada para fazer a cirurgia e não comparece, a prefeitura terá que pagar da mesma forma, porque o Centro Cirúrgico está reservado e os profissionais médicos estão aguardando para fazer. Se não comparece, a fila acaba aumentando, sendo que precisamos melhorar a qualidade de vida das pessoas e a cirurgia eletiva proporciona isso”, pontuou.
O prefeito indicou que as pessoas que forem convocadas para consultas, pré-consultas cirúrgicas ou cirurgias e não puderem comparecer devido a outros compromissos, que avise, porque assim, outra pessoa é chamada em seu lugar.
Conforme explicou, nos últimos dias já vargengrandenses já passaram por alguns procedimentos, sendo 18 cirurgias de hérnia, 17 cirurgias de vesícula, sete de fimose, 22 de varizes e 86 pequenas cirurgias. “As pequenas cirurgias, quando não precisam de Centro Cirúrgico, fazemos em Vargem mesmo, mas se precisar, é levado para Divinolândia no Consórcio e é importante que as pessoas compareçam”, reafirmou.
Além das eletivas, foi reiniciado, também de forma gradual, os procedimentos da área de oftalmologia, segundo o prefeito. Ele contou que nos últimos dias já foram realizadas 14 cirurgias de cataratas e 24 cirurgias de pterígio em vargengrandenses.
“A prefeitura está bancando essas cirurgias, e quando o paciente não comparece, uma pessoa perdeu a oportunidade de melhorar a qualidade de vida. Se for convocado ou avisado por telefone da avaliação pré-cirúrgica ou da cirurgia, compareça ou passe o lugar para outro para que a fila possa andar. Estamos trabalhando com o objetivo firme de zerar as filas e com a participação de todos, podemos conseguir”, concluiu.

Verba de R$ 2 milhões
O Hospital Regional de Divinolândia receberá um repasse de verba, no valor de R$ 2 milhões. Segundo o divulgado, o recurso será para investir em melhorias de sua infraestrutura.
De acordo com o publicado pela Gazeta do Rio Pardo, de São José do Rio Pardo, o valor será depositado na conta do Consórcio de Desenvolvimento da Região de Governo de São João da Boa Vista (Conderg), que é responsável pela gestão do hospital.
A verba foi conseguida através do deputado federal Coronel Tadeu (PSL) e do deputado estadual Major Mecca (PSL). Cerca de 20 municípios da região são atendidos pelo Hospital Regional de Divinolândia, inclusive Vargem Grande do Sul.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui