Gazeta recebe recurso de fundo de apoio ao jornalismo do Google

0
784
Tadeu Fernando Ligabue fundou a Gazeta de Vargem Grande. Foto: Reportagem

A Gazeta de Vargem Grande foi uma das empresas de jornalismo contempladas no Brasil pelo Google News Initiative, um programa da gigante da Internet que destina investimentos através do Fundo de Auxílio Emergencial ao Jornalismo, criado em abril para apoiar veículos locais. “O objetivo do fundo é apoiar a produção de jornalismo original para comunidades locais diante da pandemia do Covid-19”, anunciou a empresa global.
Segundo Richard Gingras, vice-presidente de notícias do Google, os valores destinados por meio do novo fundo são de “alguns milhares de dólares para redações pequenas a dezenas de milhares para organizações de maior porte” e devem variar de acordo com a região. “O noticiário local é um recurso fundamental para que pessoas e comunidades se mantenham conectadas. No momento atual, ele desempenha um papel ainda mais importante”, destacou o executivo em texto no qual anuncia as iniciativas.
Para participar, a Gazeta teve de detalhar um projeto de como esse recurso iria auxiliar na manutenção da estrutura necessária para a elaboração e publicação de notícias da cidade, tanto em sua versão impressa, quanto em seu site.
A página da Gazeta na Internet é acessada por um público que cresce a cada dia. Notícias de última hora, como os boletins diários sobre os casos de covid-19 na cidade, reportagens que também fazem parte da edição impressa, entre outras são inseridas diariamente no site.
Em todo o mundo, aproximadamente 5,3 mil pequenas e médias redações jornalísticas foram beneficiadas com valores entre US$ 5 mil (R$ 26,5 mil) e US$ 30 mil (R$ 159 mil). No Brasil foram selecionados 380 veículos de comunicação, entre eles, a Gazeta de Vargem Grande.
Para Lígia de Paiva Ligabue, editora da Gazeta, ter o projeto aprovado foi uma comprovação do trabalho sério desenvolvido pelo jornal ao longo dos seus quase 39 anos de circulação ininterrupta. “Ficamos muito felizes quando recebemos o aviso de que a Gazeta tinha sido uma das contempladas pelo programa. Além de ser uma ajuda financeira extremamente importante neste período, a aprovação é também um reconhecimento do empenho de toda a equipe com o jornalismo ético que norteia a Gazeta desde sua fundação”, disse a jornalista.
A Gazeta foi contemplada com o recurso de US$ 5 mil, o que corresponde a cerca de R$ 23 mil. Esse valor, de acordo com as normas do Fundo de Auxílio Emergencial ao Jornalismo, precisa necessariamente ser investido em conteúdo.
“Vamos empregar na manutenção da nossa estrutura, como salários, impressão e adequação do site, para garantir que mesmo com a crise, que tem afetado em muito as receitas do jornal, a Gazeta possa continuar circulando e divulgando em sua página na Internet, as notícias de Vargem Grande do Sul, da maneira mais completa e mais isenta possível”, comentou Lígia.

Seleção
A Gazeta foi selecionada entre os mais de 12 mil pedidos enviados de 103 países, sendo 90% de veículos que contam com menos de 26 jornalistas. Um dos critérios para a concessão do benefício, inclusive, é o quadro de profissionais de jornalismo, ter presença digital, a relevância e alcance do veículo. No Brasil, entre outros, receberam recursos A Gazeta, de Vitória (ES), Amazônia Real, de Manaus (AM), Mais Vertentes (São João Del-Rei, MG) e Primeira Página, de São Carlos (SP).

A Gazeta
Fundada em setembro de 1981 por Tadeu Fernando Ligabue, a Gazeta de Vargem Grande chegou neste ano a mais de 2 mil edições. Há mais de 10 anos mantém presença na Internet e há dois anos conta com um novo site, além de páginas em redes sociais, com milhares de seguidores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui