Ex-locador de barraca na praça Capitão João Pinto Fontão se diz injustiçado

0
1952
Barracas na Praça da Matriz estão em desacordo com lei municipal. Foto: Reportagem

Rodrigo Leandro Ranzani, 38 anos, que até pouco tempo arrendava uma barraca na Praça da Matriz, procurou a Gazeta de Vargem Grande nesta semana para dar seu depoimento sobre o que aconteceu com a barraca em que ele e sua esposa trabalhavam vendendo pastéis e sucos, localizada logo em frente ao Banco do Brasil, na Praça Capitão João Pinto Fontão.
Ele contou que em meados de 2014, sublocou o trailer que pertencia a Israel Martins Alves do Carmo, mais conhecido como Biro’s, do Biro’s Lanche e que estava fechado há dois anos. Embora não tenha havido um contrato entre ambos, Rodrigo disse que pagava mensalmente um aluguel pelo trailer.
Depois de algum tempo, segundo Rodrigo, ele teria tomado conhecimento que era ilegal pagar o aluguel e foi orientado a parar os pagamentos pela sublocação e procurar a administração pública para regularizar a situação.
Disse que na época já havia uma dívida do trailer no setor de água deixada pelo antigo ocupante e que a mesma chegava a R$ 7 mil. Ele se propôs a pagar a mesma através de um parcelamento e regularizar a situação, uma vez que tomou conhecimento que era vedada a sublocação de bem público.
Na época era prefeito Celso Itaroti (PTB) e Rodrigo, apesar das solicitações feitas, não conseguiu ter o alvará de licença em seu nome. Rodrigo afirmou que também procurou a atual administração para regularizar sua situação e até a se submeter a uma licitação para ocupar o trailer se fosse necessário, para continuar tendo seu sustento e de sua família, sem obter sucesso.
Ele continuou trabalhando até abril deste ano, e só parou por causa da pandemia que obrigou a todos os comerciantes a não manterem as atividades em seus estabelecimentos. Até que foi, segundo ele, surpreendido por um telefonema do setor Tributário da prefeitura municipal, dando-lhe um prazo de 48 horas para deixar o trailer.
“Não tivemos tempo para nada, procurei a administração para explicar a situação difícil em que a minha família estava por conta da paralisação do meu comércio de venda de pastéis e sucos, sem renda nenhuma e não fomos atendidos”, falou.
Acompanhado da esposa que com ele trabalhava no local e também de um filho pequeno, disse na entrevista ao jornal que perdeu todos os produtos que estavam congelados no freezer do trailer, pois quando desligaram o padrão para a retirada da tenda que havia no local para fazer a reforma da Praça da Matriz, ele não tomou conhecimento e os produtos pereceram, causando prejuízos de cerca de R$ 1.400,00.
Indignado com o ocorrido, Rodrigo postou no Facebook: “Vocês são a favor ou contra a retirada dos trailers da Praça da Matriz” e centenas de pessoas se posicionaram, sendo que a maioria contra a retirada dos trailers da praça.
A Gazeta de Vargem Grande também fez uma matéria sobre os problemas envolvendo as barracas que estão funcionando sem aparato legal na Praça da Matriz na edição do dia 14 de julho e abordou a questão da barraca onde Rodrigo Ranzani trabalhava.
A matéria teve grande repercussão também e mais de uma centena de pessoas se posicionaram nas redes sociais. Na matéria que circulou no final da semana passada, a prefeitura afirmou que a barraca onde Rodrigo Ranzani trabalhava, pertencia a Israel Martins Alves do Carmo, mais conhecido como Biro’s, do Biro’s Lanche desde 15 de julho de 1984, que a sublocava para outra pessoa, no caso, o próprio Rodrigo Ranzani e que o proprietário solicitou que a mesma fosse retirada do local – provavelmente devido ao não recebimento mais do aluguel – o que levou a administração a tirar a barraca onde Rodrigo Ranzani trabalhava ao atender a solicitação do proprietário da mesma.
Todos estes acontecimentos, levou Rodrigo a questionar a atitude da prefeitura e também a condição das barracas e trailers que estão funcionando na Praça da Matriz. Ele é a favor que todos permaneçam na praça e pede que a lei seja para todos, pois somente ele foi prejudicado e teve seus negócios encerrados, causando-lhe enormes prejuízos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui