Áreas de escape estão sendo implantadas em rodovias

0
351
O Dnit também implantou uma área de escape na altura do Km 87 da BR-146, em Serra do Salitre, próximo a Araxá (MG), que tem evitado acidentes e poupado vidas

Em junho, a prefeitura informou que solicitou em ofícios encaminhado à Secretaria de Logística e Transportes de São Paulo e Departamento de Estradas e Rodagens (DER) providências necessárias para que se evite acidentes na SP-215 e mais pessoas percam suas vidas no local.
A Gazeta entrou em contato com o DER questionando a possibilidade de construir áreas de escape, como os existentes em estradas de serra, mas o departamento não respondeu ao jornal.
De acordo com o portal Estradas, a implantação de áreas de escape em rodovias geridas por concessionárias e também pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) reduziu o número de acidentes.
Para se ter uma ideia da eficácia desses dispositivos, somente nas BRs 116 e 376, de 2011 até abril deste ano, 413 pessoas foram salvas em 287 situações de emergência, envolvendo caminhões e ônibus. Nos últimos anos, o Grupo Arteris, que administra diversos trechos rodoviários no Brasil, investiu R$ 37 milhões na construção de áreas de escape em locais – basicamente trechos de serra – onde há registros de acidentes com veículos pesados.
De acordo com o gerente de Tráfego da Regional Sul, do Grupo Arteris, José Júnior, já está comprovado que as áreas de escape salvam vidas. Ele esclarece que existem três pontos distintos onde a empresa reconhece ter maior probabilidade de acidentes, que são nos kms 667 e 671, da BR-277, em Guaratuba (PR) e no Km 353 da BR-116, em Miracatu (SP). “Esses dispositivos já salvaram 413 vidas desde que foram implantados, de 2011 até agora em 287 situações de emergência. Os resultados são muito bons”, frisa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui